VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Esporte
17/07/2017

TUBARÃO - Ataque de respeito

Grande problema do Londrina em 2016, sistema ofensivo deslancha e está entre os mais positivos do futebol brasileiro

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois

Roberto Custódio
Roberto Custódio - Belusso balançou as redes nove vezes e também já mostrou qualidade nos passes decisivos
Belusso balançou as redes nove vezes e também já mostrou qualidade nos passes decisivos

Acostumado a sofrer com a inoperância ofensiva nas últimas temporadas, o torcedor do Londrina não tem o que reclamar do ataque alviceleste nesta Série B. Com a chegada de bons nomes para o setor, o LEC é o time que mais marcou gols na competição e ainda tem o artilheiro isolado do Brasileiro.
PUBLICIDADE

Passadas 14 rodadas, o Tubarão já marcou 22 gols, uma média de 1,5 gol por partida. Após 14 rodadas em 2016, o Londrina havia balançado as redes apenas 13 vezes. Ao final das 38 rodadas do ano passado o alviceleste marcou 40 gols, terminando como um dos piores ataques da competição. A média foi de 1,05 gol por jogo. Atrás do LEC, os times que mais marcaram em 2017 são o Juventude, com 20, Vila Nova e Figueirense, com 18. Levando em conta as quatro divisões do Campeonato Brasileiro, o Londrina tem o terceiro melhor ataque perdendo apenas para Corinthians (25) e Grêmio (24).

A chegada de dois jogadores em especial foi fundamental para a melhora ofensiva da equipe. Jonatas Belusso é o artilheiro da competição com nove gols e ainda conseguiu cinco assistências. Foi responsável por 40% dos gols do alviceleste até aqui. Seu companheiro ideal é Artur, que já balançou as redes três vezes.

"Quando fomos buscar o Belusso sabíamos do seu potencial e do que ele poderia jogar aqui. Tem a facilidade de atuar entre os zagueiros, mas também vindo de trás e pelos lados", apontou o técnico Claudio Tencati. Somando os 12 gols que fez pelo Brusque no Catarinense, Belusso tem 21 na temporada e é um dos principais artilheiros do futebol brasileiro.

Com melhores opções técnicas no ataque, Tencati também mudou o jeito de jogar e tem escalado a equipe com uma formação mais ofensiva e nas maioria dos jogos até aqui atuou com três atacantes. Nas últimas partidas, o trio de frente tem sido composto por Artur, Belusso e Wellisson. "Temos moldado esta maneira de atuar em razão das peças que hoje temos a disposição. Pela qualidade individual de alguns atletas e também pela aproximação dos homens de meio-campo, o time tem funcionado no ataque", frisou Tencati.

Se em toda a Série B do ano passado, o Londrina marcou três gols em apenas dois jogos – nas vitórias diante do Oeste (3 a 0) e Sampaio Corrêa (3 a 1) – este ano já chegou a esta quantidade de gols em quatro partidas – 3 a 1 contra o Luverdense, Santa Cruz e ABC e 3 a 0 diante do CRB. Somente em três jogos o time não balançou as redes – nas derrotas para o Internacional (3 a 0) e Ceará e Criciúma, ambas por 1 a 0. Se o LEC ainda não embalou de vez na competição e não entrou no G4 não é por falta de gols.

"Vai ter cobrança", afirma Tencati após tropeço
Roberto Custódio
Roberto Custódio - O lateral-esquerdo Ayrton fez o gol de empate com o pé direito e evitou nova derrota no Café
O lateral-esquerdo Ayrton fez o gol de empate com o pé direito e evitou nova derrota no Café

O Londrina voltou a tropeçar no estádio do Café e perdeu mais uma chance de encostar no G4 da Série B. O 2 a 2 com o Boa Esporte, na noite de sábado (15), irritou a torcida e também o técnico Claudio Tencati. "O segundo gol que tomamos é brincadeira. Não podemos tomar um gol daquela forma. Houve displicência e vai haver uma cobrança interna forte", prometeu o comandante alviceleste.

Tecnicamente, o LEC fez um jogo muito abaixo da média e escapou da derrota nos acréscimos. Saiu na frente do marcador logo aos cinco minutos de jogo com o zagueiro Matheus, que aproveitou a cobrança de um escanteio. O Londrina recuou demais e o time mineiro tomou conta da partida. Empatou aos 29, com um gol de cabeça do meia Thaciano e virou aos dois minutos do segundo tempo, quando o mesmo Thaciano aproveitou um erro defensivo após a cobrança de um lateral na ponta esquerda e marcou um golaço. Em um chute da intermediária, de pé direito, o lateral Ayrton empatou aos 46 e evitou o pior.

"A comemoração é pelas circunstâncias, mas queríamos a vitória e trabalhamos para isso. O rendimento despencou do último jogo para este tanto no aspecto individual quanto coletivo. Alguns jogadores estiveram em um nível técnico muito abaixo", apontou Tencati. "Temos que procurar entender o mais rápido possível porque esta diferença tão grande e procurar um caminho para reagir".

Foi o oitavo jogo do time no estádio do Café e a performance continua muito ruim. São apenas duas vitórias, quatro empates e duas derrotas. Dos 24 pontos disputados, ganhou apenas dez, com um aproveitamento de 41%. O LEC terminou a 14ª rodada em oitavo lugar, com 20 pontos.

"Pelo decorrer do jogo o resultado ficou de bom tamanho. Não estávamos em uma noite feliz e buscamos o empate na base da superação", frisou o lateral Ayrton, que comemorou o gol marcado com a perna que "não é boa". "Venho treinando quase todos os dias e treino mais com a direita do que com a esquerda. Sabia que uma hora ia ser feliz".

O Londrina volta a campo nesta terça-feira (18) para enfrentar o Goiás, às 20h30, no Serra Dourada, que estará com portões fechados em razão da punição sofrida pelo time goiano. O LEC não poderá contar com o meia Celsinho, suspenso com o terceiro cartão amarelo. (L.F.C.)

Em Londrina

Londrina 2x2 Boa

Londrina: César; Reginaldo, Gustavo Silva, Matheus e Ayrton. Jumar (Rafael Gava), Jardel e Celsinho (Marcinho). Artur, Wellisson (Safira) e Jonatas Belusso. Técnico: Claudio Tencati

Boa: Fabrício; Ruan, Caíque, Douglas (Júlio Santos) e Paulinho. Geandro, Léo Baiano (Radamés), Thaciano e Fellipe Mateus; Reis e Casagrande (Alyson). Técnico: Nedo Xavier

Gols: Matheus aos cinco do primeiro tempo; Thaciano aos 29 do primeiro tempo e aos dois do segundo tempo; Ayrton aos 46 do segundo tempo

Árbitro: Leo Simão Holanda (CE)

Local: Estádio do Café
Lucio Flávio Cruz
Reportagem Local
PUBLICIDADE
CONTINUE LENDO

VELOCIDADE - Para inglês ver

Em casa, Hamilton faz a festa, vê Ferrari sofrer com os pneus e fica apenas um ponto da liderança do campeonato

TÊNIS - Amor eterno

A lenda das quadras Roger Federer conquista o oitava título de Wimbledon e se torna o maior vencedor do Grand Slam londrino

CORINTHIANS - Em direção ao título

Após empate dentro de casa, Carille começa a fazer as contas e "projeta" conquista do Brasileirão com 72 pontos

De casa

"Entre um extremo e o outro, ainda prefiro uma equipe mais ofensiva mesmo que fique vulnerável lá atrás. Um time com poder de reação"

Coluna do PVC

O agravamento da crise no São Paulo tem a ver com decisões que tiram a confiança do elenco

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Assine a Folha de Londrina
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados