VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Esporte
27/08/2012

Pernambucano e romena vencem Maratona de Londrina

Prova reúne 2,7 mil participantes nas ruas da cidade; vencedor considera percurso o mais difícil do Brasil

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois
Renata Cabrera
Vencedores da prova masculina cruzaram juntos a linha de chegada

Um pé de diferença. Foi o que separou o vencedor do segundo colocado, na categoria masculina, da prova principal da 2 edição da Maratona de Londrina, realizada ontem de manhã. O pernambucano de Guaranhuns, Marcos Antônio Pereira, cruzou a linha de chegada de mãos dadas com o atleta de Petrópolis (RJ), José Gutemberg, quando o cronômetro marcava 2h28min.
PUBLICIDADE

Segundo Pereira, os dois foram colegas de treinamento durante muito tempo e antes mesmo da corrida haviam combinado de chegar juntos, mas o pé esquerdo dele acabou passando primeiro no sensor, dando-lhe a vitória. O atleta afirmou que até foi fácil garantir a primeira posição, mas vencer o percurso, de 42 km, foi um pouco mais complicado.
''Achei o mais difícil do Brasil. Nem se compara com a maratona de Curitiba, por exemplo'', disse Pereira. Ele e o colega de chegada superaram o queniano Paul Korir, que chegou em terceiro.
Já no feminino a vitória foi da romena Cirlan Daniele, que finalizou a corrida em 2h45min51seg. Ilda Alves dos Santos e Clarice da Luz Santos, ficaram, respectivamente, na segunda e terceira posições.
Na Meia Maratona (21 km), a disputa feminina terminou com Meseret Legese Biratu (Etiópia), Dorcas Kiptarus (Quênia) e Joseane Cardoso como primeiras colocadas. Entre os homens, a vitória foi do etíope Fikre Robi, seguido pelos quenianos Josh Kiplimo e Nelson Mbuya.
Na prova de 5 km, Adriano de Menezes e Tatiane Silva foram os vencedores.
Público diversificado
Contando todas as provas e categorias, inclusive a caminhada, a Maratona de Londrina contou, de acordo com a organização, com cerca de 2,7 mil participantes: atletas de diferentes origens e com objetivos dos mais variados.
O aposentado Lauro dos Santos, por exemplo, veio de União da Vitória (Sudeste) para correr a Meia Maratona. Ele contou que já está acostumado a correr, mas teve que superar a dor para completar a prova em Londrina. ''Pensei que não iria correr, pois acordei com dor nas costas. Nos primeiros quilômetros foi difícil, mas depois acabei me superando pra terminar'', declarou.
Já para o analista de suporte Carlos Lautmann, a prova de 5 km o incentivou a se interessar mais pela corrida. ''Eu pratico kickboxing e corro nos fins de semana, mas acho que vou passar a correr mais'', disse.
Há também quem já tenha superado provas muito mais difíceis e participa do evento com o objetivo de treinar. Foi o caso do triatleta Tiago Conceição. ''Faz parte da minha preparação para participar de um Iron Man no México, no ano que vem. Aqui é uma corrida forte e é bom pra manter ritmo de prova'', destacou.
E entre os competidores é possível achar gente que supera limites que surpreendem. A professora Juliana Paris, por exemplo, está grávida de 4 meses e participou da Meia Maratona. Liberada pela médica, desde que mantivesse um ritmo tranquilo, esta foi a segunda prova que ela disputou como gestante. ''Tem mulheres que ficam grávidas e param até de trabalhar por causa da gravidez, mas eu adoro correr e como a gestação não é de risco faço questão de participar. Provavelmente se não estivesse grávida correria a maratona mesmo'', garantiu.
João Fortes
Reportagem Local
PUBLICIDADE
CONTINUE LENDO

Luis Fabiano decide e São Paulo encerra tabu

Equipe aca­bou com o je­jum de se­te ­anos sem vi­tó­rias so­bre o Timão no Pa­caem­bu

Cruzeiro faz gol aos 56 minutos e empata com líder

Apesar do resultado, Atlético Mineiro fechou o primeiro turno do Brasileirão na liderança

Bo­ta e Fla em­pa­tam em clás­si­co ruim

Re­sul­ta­do man­te­ve a dis­tân­cia de ape­nas ­dois pon­tos en­tre as ­duas equi­pes, que per­de­ram a chan­ce de se apro­xi­mar do G4

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Assine a Folha de Londrina
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados