VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Economia
13/09/2017

ATUALIZADA - Apple anuncia iPhone 8 a partir de US$ 699 e iPhone X a US$ 999

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois

São Paulo - A Apple revelou, nesta terça-feira (12), três novos celulares: o iPhone 8, 8 Plus e o iPhone X. O último se pronuncia, em inglês, iPhone "ten" ("dez") - como o algarismo romano. O iPhone X é uma edição comemorativa de dez anos desde o lançamento do primeiro iPhone, em 2007. Tim Cook, atual presidente da Apple, disse que o objetivo é que esse aparelho seja "o padrão de tecnologia para a próxima década", como foi o original.
PUBLICIDADE

No visual, os três dispositivos vêm cobertos de vidro ("o mais resistente de todos os tempos", segundo a empresa), dispensando a cobertura de alumínio que vinha sendo usada nos iPhones. O evento deu ênfase às novas câmeras com inteligência artificial, capazes de reconhecer padrões de rostos, paisagens ou animais, e o carregamento sem fio de todos os dispositivos (Apple Watch, Air Pods e iPhone).

Nenhum dos dois recursos é inédito. O iPhone 7 e 7 Plus já eram compatíveis com carregamento sem fio, e o Samsung Galaxy já adota uma tecnologia semelhante nas câmeras desde o S6. A Apple aposta em tornar o reconhecimento facial o padrão para desbloquear celulares. No evento de lançamento, a empresa afirmou que a chance de fraude na impressão digital é de 1 para 50 mil, enquanto, no reconhecimento de rostos da Apple, seria de 1 em 1 milhão.

A Apple instalou um processador com dois núcleos no iPhone X só para implementar o reconhecimento facial. A maior novidade no iPhone 8, 8 Plus e iPhone X é a potência de seus processadores. O A11 Bionic terá seis núcleos, enquanto os antecessores tinham apenas quatro.

Embora os concorrentes Android ofereçam processadores de oito núcleos, o A10 da Apple era o chip mais rápido do mercado, e o A11 deve manter essa posição.
No evento desta terça, a Apple afirmou que o A11 Bionic é 25% mais rápido que o A10.

A memória RAM também aumentou, de 2 GB para 3 GB. Há concorrentes Android que chegam até 6 GB, mas os celulares não precisam de tanta memória, especialmente porque o novo iPhone conta com um processador gráfico (GPU). A bateria do iPhone X deve durar duas horas a mais que as do iPhone 7.

NOVA SEDE
O evento de lançamento do novo celular aconteceu na nova sede da Apple, o Apple Park, em Cupertino (Califórnia, EUA), inaugurado em abril de 2017.
Considerado o último projeto de Steve Jobs, a sede custou US$ 5 bilhões, segundo a "Wired", e demorou oito anos para ser construída. Ela deve abrigar 2.000 funcionários quando a mudança estiver completa, no fim deste ano.
Natália Portinari
PUBLICIDADE
CONTINUE LENDO

Mudança sobre contrato em vigor gera dúvidas

Reforma trabalhista passa a valer em novembro sem evitar risco de contestação judicial em pontos específicos para empregados já contratados

Empresários e sindicalistas criticam política econômica de Temer

Em encontro com o presidente e ministro da Fazenda, líderes dos dois segmentos apontam baixa geração de empregos, falta de crédito e ausência de investimentos

Mercado financeiro

Bolsa e dólar sobem diante de inquérito contra Temer

Seu direito

DIREITOS DA PESSOA COM CÂNCER

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Assine a Folha de Londrina
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados
HOSPEDADO POR
Hospedado por Mandic