VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Opinião
11/11/2017
EDITORIAL

Uma expedição pelo Tibagi

"A equipe de reportagem da FOLHA viajou da nascente à foz do segundo maior rio que corre inteiramente pelo território paranaense"

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois

Quinhentos e cinquenta quilômetros de extensão. O Tibagi, o gigante rio que corta o Paraná, é o tema da terceira reportagem transmídia da Folha de Londrina, que chega aos leitores na edição deste fim de semana (11 e 12). A equipe de reportagem da FOLHA viajou da nascente à foz do segundo maior rio que corre inteiramente pelo território paranaense. Uma grande expedição revelando as ricas histórias de quem mora nas proximidades, de quem cuida e de quem vive do Tibagi, com trechos de águas limpas e trechos em que a poluição acaba levando o rio a agonizar. Da região de suas nascentes, no limite entre Ponta Grossa, Palmeira e Campo Largo, até a foz, em Primeiro de Maio, no Rio Paranapanema, o Tibagi atravessa 18 municípios. Mas contando seus afluentes e subafluentes, a Bacia do Tibagi compreende 42 municípios com uma área de 25 mil quilômetros quadrados – território maior que o estado de Sergipe. Se um dos objetivos do jornalismo imersivo é justamente envolver o leitor na matéria, a proposta desse Especial Transmídia, com seus vídeos, galerias de fotos e infográficos, é potencializar o envolvimento das pessoas com a informação, convidando o leitor participar também dessa grande expedição. A reportagem lembra que, em toda a sua extensão, o Tibagi guarda histórias de antigos garimpos de diamantes, lendas indígenas e relatos de aventuras. Também mostra que a ocupação desordenada em alguns municípios trouxe sujeira e agonia para um curso de água importantíssimo para o Estado, que proporciona lazer e trabalho para pescadores amadores e profissionais e fornece energia elétrica e água potável. "O Tibagi: um gigante paranaense" é uma reportagem que usa o conceito de jornalismo imersivo para provocar uma reflexão sobre como estamos cuidando (ou maltratando) dessa fonte de vida e riqueza para o Paraná.
PUBLICIDADE
CONTINUE LENDO
OPINIÃO DO LEITOR

Incoerências

"Não se vê ninguém protestando contra os desmandos de nossos dirigentes, quase todos, por nós escolhidos"

ESPAÇO ABERTO

O atual momento político

"Só uma reação do povo, consciente e organizado, é capaz de purificar a política, banindo de seu meio aqueles que seguem o caminho da corrupção e do desprezo pelo bem comum"

FAMÍLIA REAL

FOLHA entrevista Luiz Phillipe de Orleans e Bragança, herdeiro de Dom Pedro II

Empresário, ativista e membro da família real defende mudança no sistema de governo e uma maior concentração de poder regional

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Assine a Folha de Londrina
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados
HOSPEDADO POR
Hospedado por Mandic