VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Cidades

Troca de livros entre alunos e comunidade

Projeto da Biblioteca Viva Itinerante na saída de escolas municipais já rendeu giro de mais de mil volumes

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois
"É muito boa iniciativa. Ele sempre pede para trazermos livros para repassar adiante", pontua Leandra Bertoloti, com o filho João Pedro
"Em cada livro tem algo diferente para aprender", define Débora, com a mãe Márcia Aparecida da Silva
Fotos: Anderson Coelho
Calçada em frente à Escola Municipal Nina Gardemann, no Jardim Tókio, ficou tomada por livros e pequenos leitores

O sinal para saída ainda não tocou, mas a calçada em frente à Escola Municipal Nina Gardemann, no Jardim Tókio (zona oeste de Londrina), já está repleta de livros. Quando os estudantes ganham o portão, os volumes, em poucos minutos, são trocados entre as crianças e outros moradores do bairro. A comunidade já sabe que quinta-feira de manhã é dia de ter acesso a novas histórias para ler. Desde o ano passado, quando foi iniciada, a ação encabeçada pelo projeto Biblioteca Viva Itinerante já rendeu a troca de mais de mil gibis e livros infanto-juvenis.
PUBLICIDADE

Em outro extremo da cidade, as trocas acontecem à tarde, na Escola Municipal Irene Aparecida da Silva, no Conjunto Jamile Dequech (zona sul). "A atividade acontece na calçada exatamente para abranger famílias e outras crianças da vizinhança. A saída da escola é onde os pais se reúnem para buscar os filhos", comenta a coordenadora da Biblioteca Viva Itinerante, Daniella Fioruci.

Ela explica que, para levar um volume para casa, é preciso doar outro. É assim que a média de livros trocados supera a casa das 50 unidades a cada semana. "É uma oportunidade para fomentar a leitura, colocar os livros em um ambiente acessível para todos. Também trabalhamos com o direito de escolha sobre o que querem ler, diferente de uma obrigação", completa Daniela. A própria mobilização gerada pelas trocas faz o acervo do projeto girar. Além de doações, a ação busca adquirir obras com recursos do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic).
A dona de casa Márcia Aparecida da Silva, de 41 anos, nem precisa pedir para a filha Débora, de 8, tirar um tempo para a leitura após as tarefas do colégio. A menina, por conta, já faz isso diariamente. Na troca de livros em frente à escola, Débora abastece a mochila com novas obras. "É impressionante o gosto que ela tem pelos livros", conta a mãe. A filha, com uma pilha de dez volumes nos braços, revela o porquê do encantamento. "Em cada livro tem algo diferente para aprender", define.
O colega Carlos Eduardo Firmino, de 10, também é adepto das leituras por prazer. Na última troca, ele levou três livros para passar adiante. "Gosto de conhecer novas histórias", diz. Já o aluno João Pedro, de 7, faz questão de escolher as próximas leituras ao lado da mãe, Leandra Bertoloti, de 42. "É muito boa iniciativa. Ele sempre pede para trazermos livros para repassar adiante", pontua Leandra.
Além das trocas, a Biblioteca Viva Itinerante promove, uma vez por mês, contações de histórias nas escolas participantes e apresentações culturais no Jardim Tókio, próximo à Escola Nina Gardemann, e ao lado do Centro Comunitário do Jamile Dequech. Ao final, também há compartilhamento de livros.

Serviço
Troca de Livros – Projeto Biblioteca Viva Itinerante
Às quintas-feiras (em caso de chuva, o evento é cancelado).
Às 11h, na saída da Escola Municipal Nina Gardemann. Rua Dragem Feld, 73, Jardim Tókio.
Às 17h, na saída da Escola Municipal Irene Aparecida da Silva. Rua Olinto Pedriali, 255, Conjunto Jamile Dequech.
Antoniele Luciano
Reportagem Local
PUBLICIDADE
CONTINUE LENDO

Multa para pichadores

Nova lei, que deve entrar em vigor nas próximas semanas, endurece punição para quem for flagrado rabiscando muros e fachadas

DIABÉTICOS - Hábitos saudáveis são chave para qualidade de vida

Estudos já comprovaram que praticar exercícios e ter uma dieta balanceada ajuda pacientes a levar uma rotina próxima da normal

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Assine a Folha de Londrina
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados
HOSPEDADO POR
Hospedado por Mandic