VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Cidades
09/11/2017
CERCA DE 100 CASOS

Ruas de Londrina têm mais de um nome diferente; saiba quais

Reportagem contabilizou cerca de 100 ruas e avenidas em Londrina com duas ou mais denominações

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois

Roberto Custódio
Roberto Custódio - Winston Churchill: uma das principais vias da zona norte começa como Rio Branco e termina como Francisco Gabriel Arruda
Winston Churchill: uma das principais vias da zona norte começa como Rio Branco e termina como Francisco Gabriel Arruda


Um refrão da música "Pelas ruas que andei", de Alceu Valença, diz "Pelas ruas que andei, procurei/Procurei, procurei te encontrar". Embora não seja ambientada no Norte do Paraná e infira sobre a procura por uma pessoa, os versos poderiam muito bem se referir à dificuldade para localizar determinados endereços em Londrina em função dos vários nomes que uma mesma via pode ter ao longo de sua extensão. O caso mais célebre é a avenida Leste-Oeste, que não tem esse nome oficialmente. Ao longo dos 11 quilômetros, ela pode ser conhecida como avenida Theodoro Victorelli, rua Jacobe Bartolomeu Minatti, avenida Dom Geraldo Fernandes, rua Abélio Benatti e parte da avenida Luigi Amorese. Na zona norte, um exemplo é a avenida Rio Branco, que passa a ser Winston Churchill e depois Francisco Gabriel Arruda. A reportagem contabilizou pelo menos 100 vias na cidade que se enquadram nessa situação, recebendo de dois a cinco nomes.
PUBLICIDADE

Na região central, são exemplos a rua Pernambuco, que, ao cruzar a Leste-Oeste, recebe o nome de rua Guaporé; a rua Ouro Preto, que também ao cruzar a Leste-Oeste é chamada de rua Minas Gerais, e na rotatória do edifício Júlio Fuganti se transforma em Rua Senador Souza Naves. A rua Professor João Cândido também muda de nome e se torna rua Bahia. Nesses casos cabe uma observação histórica que no lugar da Leste-Oeste havia uma linha férrea que dividia a cidade e, consequentemente, havia uma ruptura física da continuidade da via.

Por serem vias antigas, quem é da cidade tem poucas dificuldades para localizar endereços nessas vias, mas a questão é que o planejamento de Londrina daqui para frente deve prever como elas serão interligadas. O absurdo é tão grande que uma via com apenas duas quadras chega a ter dois nomes, como acontece na rua Aparecido de Morais e rua Ramiro de Aguiar Novaes (zona norte).

Outro exemplo de como essa nominação de vias foi mal planejada acontece entre a rua Orivaldo Fróis Mota, no Jardim Barcelona, e a rua Manuel Pascual Agudo, no jardim Nova Olinda, na zona norte. Ambas ficam na mesma reta. Cléber Henrique de Oliveira trabalha com remoção de enxames de abelhas e relata que sua mãe reside na Manuel Pascual Agudo. Ele conta que há dez anos as duas vias eram separadas por um pasto e por isso receberam nomes diferentes. "Eles unificaram a rua quando construíram um conjunto de prédios residenciais por lá", explica, garantindo que os dois nomes nunca causaram confusão entre os moradores da região. "Eu cresci lá e até hoje eu nunca vi ninguém perguntar onde era uma rua e onde era a outra."

Ao percorrer uma via com vários nomes a sensação que se tem é que elas foram nominadas sem que houvesse cuidado algum. É o caso da avenida Lucílio de Held, na zona norte, que parte do autódromo até a rua Sidrak Silva Filho, depois se transforma em avenida Aracy Soares Santos até a UBS do Jardim Santiago (zona oeste) e posteriormente recebe o nome de avenida Jules Verne até o Parque Industrial Nishi 1. A numeração dos imóveis que segue crescente sentido leste – oeste na Lucílio de Held torna-se decrescente nesse mesmo sentido quando a via muda de nome para Aracy Soares Santos e volta a ser novamente crescente quando chega na Jules verne.

O posto de combustíveis de Carlos Moraes fica no fim da Lucílio de Held, no número 1.293, e na esquina seguinte fica o número 880 da avenida Aracy Soares Santos. "Se tivesse o mesmo nome e a numeração seguida seria muito mais fácil. Os entregadores volta e meia entregam correspondências que não são daqui. Quando é aqui pertinho, nós levamos. Quando não, esperamos o carteiro e devolvemos essas correspondências", destaca Moraes.

A profissional de Educação Física Gabriela Montezini, que trabalha na Aracy Soares Santos, ressalta que essa diversidade de nomes atrapalha até os aplicativos como o Uber. "A gente coloca a numeração certa, mas no aplicativo esse endereço cai em outro lugar. Deveriam pelo menos arrumar a numeração para não ficar essa bagunça. Os entregadores ficam perdidos."

Talvez não os mais veteranos. Kléber Marciano Leite, que trabalha em uma empresa de entregas, relata que já possui bastante experiência e por isso não enfrenta tantas dificuldades, mas o maior problema é durante a noite. "A avenida das Torres (zona norte), por exemplo, possui vários nomes: rua Otávio Clivati, avenida Alexandre Santoro e avenida Café Rubiácea. Mas de noite, a numeração muda conforme há a diferenciação do nome da rua e fica difícil de enxergar onde fica um ou outro. Quem é novato sofre muito."


Vítor Ogawa
Reportagem Local
PUBLICIDADE
CONTINUE LENDO
OPORTUNIDADE DE MUDANÇA

UEL abre inscrições para transferência externa; confira as vagas disponíveis

Universidade oferece 481 vagas em 34 cursos de graduação; inscrições vão até 20 de novembro

NOMES DE RUAS

Loteamentos provocam denominação confusa

Maioria das vias com mais de um nome é consequência de conjuntos lançados em épocas diferentes

HOMENAGEM

Carta à minha noiva

Hoje fazemos dez anos de casamento. Dez anos de uma escolha fundamental: amar

CMTU realiza mudanças no transporte coletivo

Alterações atingem quatro linhas e incluem acréscimo de horários e ampliação de percurso

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Assine a Folha de Londrina
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados
HOSPEDADO POR
Hospedado por Mandic