VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Cidades
10/10/2017
OPERAÇÃO ERÍNIAS

Polícia prende empresário londrinense que vendia cocaína em Bela Vista do Paraíso

Investigações duraram um ano e resultaram na prisão de mais 12 pessoas; líder da quadrilha era conhecido como 'Furioso'

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois

A Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) de Londrina cumpriu nesta terça-feira (10) 12 mandados de prisão preventiva expedidos pela Justiça Criminal de Bela Vista do Paraíso (40 km de Londrina). A ação, acrescentada pela apreensão de drogas e cinco veículos, faz parte da Operação Erínias, personificações da vingança, segundo a mitologia grega. O nome também é uma alusão ao apelido dado ao líder da quadrilha: "Furioso".

Reprodução/Denarc
Reprodução/Denarc - Apreensões feitas pela Polícia Civil ao longo das investigações
Apreensões feitas pela Polícia Civil ao longo das investigações
PUBLICIDADE



Reprodução/Denarc Londrina
Reprodução/Denarc Londrina



De acordo com a Polícia Civil, o criminoso-mor morava no Residencial Vista Bela, zona norte de Londrina, de onde comandava o comércio de cocaína. Na pequena cidade do Norte do Paraná, ele distribuía outras tarefas aos demais integrantes, incluindo adolescentes. Estes eram incumbidos de repassar a droga para usuários e detentos da cadeia pública do município. Oito pessoas foram flagradas tentando jogar os papelotes para dentro da carceragem.

Reprodução/Denarc Londrina
Reprodução/Denarc Londrina


As investigações foram iniciadas há um ano. Os mandados foram cumpridos com apoio dos investigadores de Bela Vista do Paraíso, Assaí, Delegacia de Homicídios (DHL), 22ª Subdivisão Policial de Arapongas e do Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco). No começo das diligências, quatro mil pinos de cocaína e 3 kg de maconha foram apreendidos. Conforme a Denarc, "Furioso" é dono de uma loja que revende peças usadas para motocicletas na área central de Londrina e usava a função para tentar despistar a polícia.
Rafael Machado
Grupo Folha
PUBLICIDADE
CONTINUE LENDO

Quem tem medo de física?

País tem carência de professores da disciplina, que precisam não apenas conhecer os conteúdos, mas ensiná-los de forma eficiente e didática

PREVENÇÃO - Procura por mamografia é baixa

Segundo SBM, apenas 29% das mulheres entre 50 e 69 anos realizaram o exame no Paraná

Che Guevara está vivo

Meio século depois de sua morte, o revolucionário mora na camiseta e na mente de seus herdeiros ideológicos

OSWALDO MILITÃO

Sérgio Arno na cidade

PREVENÇÃO - Outubro Rosa: mês de conscientização e de alerta

Unidades de Saúde intensificam ações para incentivar a mulher a cuidar da saúde

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Assine a Folha de Londrina
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados