VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Folha Gamers
Victor Lopes, jornalista formado na Universidade Estadual de Londrina (UEL). Há seis anos trabalha no Grupo Folha de Comunicação nas editorias de tecnologia, economia e agronegócio.
Fale com Victor Lopes
10/07/2017
TOP 2017

Uma obra de arte chamada Little Nightmares

5 motivos que colocam o game como um dos melhores de 2017 até agora




Essa matéria chega para o blog um pouco atrasada, mas isso tem um motivo. Joguei Little Nightmares em doses homeopáticas – com calma – apreciando cada detalhe de um daquele jogos fabulosos, que tem a capacidade de ser conceituado como obra de arte, que ultrapassa as fronteiras do videogame.

Talvez os gamers mais antigos, como eu, saibam do que estou falando. Quando se chega aos 30 e poucos anos ainda jogando todos os dias, o que se procura está longe dos games"triple A". Queremos uma experiência única, que nos envolva, o que muitas vezes os estúdios menores é que conseguem proporcionar.

A produtora sueca Tarsier Studios entregou um game magistral. Coincidentemente, ali vizinha, está a Dinamarca, do estúdio Playdead, que ano passado lançou INSIDE, para mim o melhor jogo de 2016. Ambos games de plataforma e puzzle parecidos em alguns aspectos, mas cada um com sua grandeza

Aqui vou citar 5 motivos para você jogar Little Nightmares. Esqueça os jogos grandes por algumas horas e se dedique nessa aventura. Vamos lá!




1 – Que ambientação!

Ambientes de penumbra na medida certa, vozes tenebrosas de crianças e rangidos de porta constantes.The Maw é uma espécie navio que recebe os convidados mais bizarros que você verá nos games. Meu Deus, em cada tela que a personagem Six enfrenta, você não sabe o que terá pela frente. Em cada canto do ambiente, algum objeto para se pegar em mãos, pequenos seres correndo, estátuas para se quebrar. Tudo muito obscuro, em que a morte pode te pegar a cada momento. Acredite, isso vai acontecer!

2 – Personagem carismática

Um criança pequenina, frágil, com um capuz amarelo e uma coragem imensa. Six é assim e é na pele dela que você vai enfrentar o que há de mais bizarro e perigoso. Mas não se engane, ela desdobra suas forças ao longo do game e o que acontece para o fim do jogo, sem dúvida, vai te deixar sem fôlego.

3 – Puzzles difíceis

Ok, INSIDE sem dúvida é um game magistral e, sem dúvida, melhor que Little Nightmares. Mas em relação à dificuldade dos puzzles, notei que o game da Tarsier Studios foi mais além. Penei em alguns momentos, sofri para passar de fases e isso me instigou. Esse é aquele tipo de jogo que você vai morrer várias vezes, terá medo de seguir em frente em outras, o que te deixa mais preso na história.

4 – História que instiga

Sem dizer uma palavra, a história do game é contada. Depois do jogo, sem dúvida você vai acabar acessando o YouTube para ver as diversas teorias criadas. Você terá sua própria interpretação, ficará "matutando" por alguns dias o que aconteceu e "o que diabos" você viveu com Six. Um conselho? Jogue sem spoilers! Vai valer a pena!



5 – Vilões bizarros (mas super carismáticos)

Homens com braços gigantes, cozinheiros malucos e gordos apetitosos para te devorar! Como são bizarros cada um dos vilões de Little Nightmares. Em cada parte do The Maw, surgirá um diferente e, bem provavelmente, eles irão te pegar diversas vezes (às vezes isso cansa)! É uma mistura de medo e encanto por cada um deles. Você vai se surpreender! Que jogo bonito!
28/07/2017
UM ARTESÃO DOS ARCADES

Londrinense ganha a vida fabricando e restaurando fliperamas

De forma praticamente artesanal, Cristiano constrói e restaura arcades e pinballs passo a passo, peça por peça, desde a estrutura em madeira até as configurações eletrônicas

PUBLICAÇÕES ANTERIORES
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados
HOSPEDADO POR
Hospedado por Mandic