VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Economia Nossa de Cada Dia
Dr. Marcos J. G. Rambalducci, Economista, é Professor na UTFPR. Escreve às segundas-feiras.
Fale com Marcos J. G. Rambalducci
17/07/2017
ECONOMIA NOSSA DE CADA DIA

Queda no preço da cesta básica

Movimento de queda do preço dos produtos que compõem a cesta básica nacional em Londrina proporcionou uma significativa economia às famílias no primeiro semestre de 2017


A queda no preço da cesta básica em Londrina libera o equivalente a R$ 50 milhões

O movimento de queda do preço dos produtos que compõem a cesta básica nacional na cidade de Londrina proporcionou uma significativa economia às famílias, somente neste primeiro semestre de 2017.

A cesta básica nacional

É composta de 13 itens e serve de base para as leituras de inflação da cesta básica em todo o país, com foco especial nas classes de baixa renda.

A coleta de dados em Londrina

Uma parceria entre a UTFPR e a Faculdade Pitágoras assumiu o compromisso do levantamento mensal da inflação da cesta básica nacional na nossa cidade.
São coletados os preços dos produtos que apresentam o menor valor e não são consideradas as marcas.
A pesquisa é realizada em dez supermercados da cidade que cobrem os quatro pontos cardeais mais o centro.

A importância deste acompanhamento

Ter informações de quanto é a inflação sobre os alimentos permite ter uma sinalização do comprometimento da renda da classe trabalhadora e, a partir daí, traçar políticas públicas e mesmo estratégias de venda no mercado varejista.
Quanto maior for a inflação sobre os alimentos, menor será a disponibilidade de dinheiro para a aquisição de outros bens e serviços, impactando de forma negativa toda a economia.

Diferentes formas de inflação

São essencialmente duas as formas de inflação que podem ocorrer: de custos e de demanda.
A inflação de custos é aquela em que os insumos na produção, como salários ou matéria-prima, sofrem elevação e o produtor precisa repassar esse custo para o produto final, sob risco de não recuperar nem o que gastou.
A inflação de demanda é aquela em que existem mais pessoas querendo comprar do que mercadorias disponíveis. Aí o preço sobe para equilibrar a oferta com a demanda.

A redução no preço da cesta
O preço médio dos produtos que compõem a cesta básica nacional aqui em nossa cidade tem, desde janeiro, apresentado quedas significativas.
Tanto porque o desemprego tem causado retração nas vendas (queda na demanda), mas principalmente pela redução nos custos (aumento da oferta), fundamentalmente pela regularidade climática deste ano.

Em quanto caiu
Tendo como referência o mês de dezembro de 2016, o preço da cesta básica recuou em quatro dos seis primeiros meses do ano, apresentando uma redução nos preços de 10,3%.
Em dezembro a cesta básica era comprada na média a R$ 348,31 e em junho a mesma cesta estava a R$ 312,29.
O maior valor da cesta básica foi em julho de 2016, quando, na média, ficou em R$ 396,55.

Esquecemos o quanto estava caro

É interessante observar como muitos de nós perdemos a memória de preços e não nos damos conta de que alguns produtos realmente tiveram uma baixa muito expressiva.
É o caso do tomate que em janeiro de 2016 era vendido na média a R$ 6,20 o quilo, a batata em abril de 2016 a R$ 7,12, e em junho de 2016 o feijão a R$ 11,63. Em junho deste ano foram negociados na média a R$ 3,64; R$ 5,50; R$ 4,54, respectivamente.

O impacto desta redução para Londrina

Se considerássemos que os habitantes de Londrina só adquirissem os produtos da cesta básica nacional, o valor economizado em função da redução dos preços seria de R$ 50,69 milhões, considerando unicamente estes seis primeiros meses do ano.
Significa dizer que este valor ficou disponível para o consumidor utilizá-lo tanto na compra de outros itens de alimentação quanto para qualquer outra demanda.

A agropecuária estimulando a economia

O papel da agropecuária na retomada da economia vai muito além desta análise, mas, somente com esta redução no preço dos alimentos, já ajudou de forma substancial toda a cadeia produtiva de nossa cidade.

Marcos J. G. Rambalducci- Dr. Economista, é Professor da UTFPR e Consultor Econômico da ACIL.
Marcos J. G. Rambalducci
31/07/2017

A taxa básica de juros e seus impactos sobre nosso cotidiano

24/07/2017
ECONOMIA NOSSA DE CADA DIA

As razões para o aumento nos impostos sobre combustíveis e seu impacto

10/07/2017
ECONOMIA NOSSA DE CADA DIA

Comércio exterior: uma oportunidade

Saldo positivo na balança comercial, que não se via desde 2011, mostra crescimento nas exportações quanto nas importações, mas Londrina não acompanha essa euforia

03/07/2017
A ECONOMIA NOSSA DE CADA DIA

Mais ganhos que perdas

Lei que permite cobrar preços diferentes para um mesmo produto dependendo da forma de pagamento causou dúvidas e opiniões diversas

PUBLICAÇÕES ANTERIORES
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados