"O governo de Dilma não é o que a sociedade brasileira quer" Eduardo Campos (PSB) que critica a adversária com o cuidado de poupar Lula



Candidatos do PT só faltam fazer voto de pobreza
Quatro dos 15 candidatos do PT a governadores não registram, nas declarações de bens à Justiça Eleitoral, nem sequer a propriedade de um único carro. São os casos dos candidatos Alexandre Padilha, em São Paulo, Lindbergh Farias, no Rio de Janeiro, Rui Costa, na Bahia, e Camilo Santana, candidato ao governo do Ceará. Só faltam fazer voto de pobreza. Mas jamais foram vistos indo ao trabalho de ônibus.

Pinóquio
Candidato do PT ao governo baiano, Rui Costa deve estar no Bolsa-Família: declarou inicialmente à Justiça patrimônio de míseros R$ 88.

Mentir é pecado
Ciente de que mentir é pecado, o candidato do PT ao governo de Rondônia, Padre Ton, declarou ser proprietário de três automóveis.

Um pobretão
O gaúcho Tarso Genro (PT) é outro sem-carro. Declarou patrimônio de R$ 2,7 milhões, e apenas "um 12 avos" de um automóvel.

Impressionou
Servidores do TSE que recebem as declarações de bens dos candidatos não escondem a indignação com essas obras de ficção.

Banco Espírito Santo pode ter ‘aquisição hostil’
Esta segunda será decisiva para o futuro do Banco Espírito Santo, principal banco privado de Portugal. Ações do BES caíram 17% só na quinta-feira, obrigando a Bolsa a congelar o pregão. Atento à situação frágil do banco, o grupo de investimento americano Baupost comprou 48 milhões de ações do BES fora da Bolsa, e aumentou sua participação acionária para 2,27%, ideal para uma "aquisição hostil".

Babando
Apesar de controlado pela família Espírito Santo, o banco é uma empresa de capital aberto e está sujeito à aquisição hostil externa.

Uma saída
Um "pacote" de bancos de Portugal, entre os quais o Espírito Santo, foi oferecido a grandes bancos privados brasileiros para aquisição.

Não acaba bem
Na sexta-feira, notícias de possível "insolvência" do BES causaram uma corrida de correntistas para sacar seus depósitos.

Mágoas lulistas
A nomeação de Ricardo Berzoini para a articulação política do governo teve aval de Lula, mas agora é acusado no PT de fazer dobradinha com Aloizio Mercadante (Casa Civil) na tropa de choque do time de Dilma que dificultaria os interesses do ex-presidente no governo.

Guerra eleitoral
Responsável pela coordenação jurídica da campanha de Aécio Neves (PSDB-MG), o deputado Carlos Sampaio (SP) contabiliza oito ações em uma semana contra supostos abusos do PT.

O renunciador
Diante da ameaça oportunista do governo de "intervir" na CBF, teve gente em Brasília sugerindo o nome de Joaquim Barbosa para chefiar a entidade. Só se for para vê-lo renunciar logo em seguida.


PODER SEM PUDOR
Imagem ilustrativa da imagem CLÁUDIO HUMBERTO
Protocolo janista Informado por razões protocolares que o presidente Juscelino Kubitschek estaria em evento da Fiesp, o então governador de São Paulo, Jânio Quadros, disse que o hospedaria com prazer. "Mas ele quer ficar num hotel da cidade", avisou um assessor. Nesse caso, ponderou Jânio, ele não precisaria ter sido informado da ilustre visita: - Quem fica em hotel deve ser recebido pelo porteiro. JK acabou hospedado no Palácio dos Campos Elísios, residência oficial onde morava Jânio Quadros.
Com Ana Paula Leitão e Tiago de Vasconcelos www.diariodopoder.com.br