"Vai pagar o preço quem tentou se apropriar da Copa"
Aécio Neves (PSDB) sobre Dilma, que, para ele, fazia pose de ‘artilheira da seleção’

PT acha que vaias no domingo favorecerão Dilma
Após a derrota vergonhosa do Brasil contra Alemanha pela semifinal da Copa, a cúpula do PT já "absorveu" a sonora vaia que se espera contra a presidenta Dilma no Maracanã, na entrega da taça à seleção campeã, domingo. Dirigentes acham mesmo que irá ao estádio a "elite branca", e a hostilidade a Dilma dará força o discurso da "luta classes", pobres vs. ricos, que o PT pretende estimular na campanha eleitoral.

Vitimização
Os xingamentos à Dilma na abertura da Copa levam o PT a tentar fazer do limão uma limonada, tentando caracterizá-los como "coisa de rico".

Mau exemplo
A estratégia de estimular a luta de "pobres contra ricos" foi usada pelo semi-ditador Hugo Chávez. Não deu certo: quebrou a Venezuela.

Seguindo a trilha
Aécio Neves (PSDB) realizou o primeiro ato de campanha em Vitória (ES), ontem, onde o avô Tancredo lançou a Nova República em 1984.

Match é Fifa
A Match usou sua influência na Fifa para bloquear 60% dos hotéis para hospedar convidados que levou a Brasília para ver Brasil x Camarões.

Pastor Everaldo tem apoio de figurões evangélicos
Aspirante à Presidência, Pastor Everaldo Pereira (PSC) se reuniu a portas fechadas no Rio, ontem, com Silas Malafaia e o senador Magno Malta (PR-ES), além de outras lideranças evangélicas, de quem obteve garantia de apoio a sua candidatura à sucessão de Dilma. O grupo tentará abocanhar parte dos votos destinados à candidatura de Marina Silva, em 2010, e alcançar a meta de 10% dos votos em outubro.

Transferência
O PSC ficou animado com o apoio de Magno Malta, que apareceu com 2% das intenções de votos em pesquisa Datafolha, em junho.

Projeção
Conhecido por suas críticas ao lobby gay na mídia, Silas Malafaia é vice-presidente do Cimeb, conselho que congrega oito mil pastores.

Borocoxô
O PMDB percebeu desânimo de Gilberto Kassab (PSD) na disputa de vaga ao Senado após o padrinho José Serra (PSDB) decidir concorrer.

Nem vem
Arlindo Chinaglia (PT-SP) reagiu à provocação do visitante Alexander Zhukok, vice-presidente do parlamento russo, sobre a Seleção: "A Rússia só pode sacanear Brasil quando também for pentacampeã".

Dia de cão
O tradicional Banco Espírito Santo, de Portugal, viveu dia de Seleção Brasileira, ontem. Suas ações desabaram mais de 15%, levando a bolsa de Lisboa a suspender o pregão. Quase tão ruim quanto os 7x1.

Impugnação de Arruda
Ação do PSOL na Justiça Eleitoral pretende retirar José Roberto Arruda (PR) da disputa pelo governo do DF, mas a jurisprudência o protege porque sua candidatura foi registrada. O Ministério Público, no entanto, poderá impugnar o mandato que eventualmente obtenha nas urnas.

Gesto
Logo após o evento com Paulo Hartung (PMDB) em Vitória, ontem, o presidenciável Aécio Neves fez uma visita pessoal ao casal Gerson e Rita Camata, que perdeu a mãe há duas semanas.

Tô fora
Um poço de mágoas com Paulo Hartung, de quem esperava apoio para disputar contra Renato Casagrande (PSB), o senador Ricardo Ferraço (PMDB) não colocou os pés no ato do correligionário com Aécio Neves.

Proibido para menores
Boa praça, grande contador de causos e figura querida, Mário Affonso de Mello lançará seu livro "Sexo após os 80", relato aliciante e divertido sobre suas próprias experiências. Será dia 19 na Academia Alagoana de Letras, em Maceió. Na capa, o aviso: "Impróprio para menores".

Suspeita no serpentário
O serpentário do Itamaraty chama de "pé frio" o chanceler Luiz Alberto Figueiredo, que estava no Mineirão no vexame brasileiro. Torcedor relutante, ele não exibiu a camisa amarelinha que vestia sob o paletó.

Outros quinhentos
Para o deputado Osmar Terra (PMDB-RS), a derrota do Brasil contra Alemanha aumentará comparações entre Dilma e a chanceler alemã Angela Merkel: "O Brasil joga muito com a sorte, e planejamento zero".

Súbita rebeldia
Contra a vontade de Dilma, o presidente da Câmara, Henrique Alves, decidiu pôr em votação segunda-feira (14) matéria anti-conselhos populares.

PODER SEM PUDOR

Imagem ilustrativa da imagem CLÁUDIO HUMBERTO



Toupeira
O cordato senador Jarbas Passarinho (PA) certa vez se meteu num bate-boca entre Petrônio Portella (PI) e Paulo Brossard (RS) para socorrer o amigo do Piauí. Polemista competente, Brossard escorregou no autoelogio:
- Minha conduta de homem público é uma linha reta!
Passarinho exclamou ao microfone, arrancando gargalhadas:
- Se andar em linha reta fosse mérito, a toupeira seria o rei dos animais...