"Estamos numa democracia, aqui não é Cuba e nem Venezuela"
Pastor Everaldo Pereira (PSC), candidato à presidência da República em outubro

PSDB vai ao MP contra retorno dos ‘aloprados’
O PSDB entrou com ação no Ministério Público Federal do DF pedindo a investigação do ministro Ricardo Berzoini (Relações Institucionais) e do assessor Cássio Parrode Pires, por monitoramento e policiamento de prefeitos do Rio que aderiram ao movimento "Aezão" (apoiantes de Aécio e Pezão). "Berzoini não pode reeditar os aloprados", alerta o deputado Carlos Sampaio, que foi sub-relator na CPMI Sanguessugas.

Histórico não nega
Para Sampaio, Berzoini, acusado quando coordenador de campanha de Lula, "mostrou não medir consequências em prol do projeto político".

Caça às bruxas
O PSDB também entrou com ação no TSE contra Cássio Parrode, que pediu ao PMDB do Rio de Janeiro a lista dos prefeitos "traidores".

Déjà vu
A dobradinha dos aloprados Aloizio Mercadante (Casa Civil) e Ricardo Berzoini na articulação do Planalto deixou tucanato de cabelos em pé.

São João fora de época
Com a saída de Dirceu, Delúbio e agora do doleiro Youssef sob fiança, o arraial das quadrilhas na cadeia começa a ser desmontado.

Receita fechou os olhos para os milhões de Gana
Está cada vez mais enrolada a operação vapt-vupt de internar no Brasil US$ 3 milhões para molhar a mão dos jogadores da seleção de Gana, que ameaçavam não jogar contra Portugal. A Receita Federal do Brasil, de forma arrogante, recusou-se a "comentar assunto específico", para não ter de explicar por que fechou os olhos ao ingresso da dinheirama no País sem recolhimento de tributos, e com direito a escolta policial.

Dinheiro da Fifa?
Suspeita-se que o dinheiro no jatinho era da Fifa, que tem isenção fiscal e quis evitar o cancelamento do jogo Portugal x Gana.

Mundo bizarro
Foi digno de filme dos Irmãos Marx o jatinho noturno de Gana com US$ 3 milhões cash. Só faltou a trilha sonora "Yes, nós temos bananas".

El Fisco
Pela vontade de morder, o uruguaio Luis Suárez deveria trabalhar na Receita do Brasil como castigo da Fifa. Suspensão de 9 jogos é pouco.

Paraíso da grana
Sulley Muntari, de Gana, que joga no Milan, não estava sem grana, semana passada, quando distribuiu dinheiro a pessoas carentes, em Maceió (AL). O time só recebe salário cash, diz a agência AP. Hum...

Boca fechada
O ex-diretor Paulo Roberto, preso na operação Lava Jato da PF, já avisou membros da CPMI da Petrobras que falará conforme orientação dos advogados. Já o doleiro Alberto Youssef, nem isso. Ficará calado.

Ruins de serviço
Aloizio Mercadante (Casa Civil) e Ricardo Berzoini (articulação) são tão ruins de serviço que, para "reverter" o apoio do PTB a Aécio Neves (PSDB), falaram só com quem apita pouco na convenção de ontem.

Alô, contribuinte otário
Como não estava prevista sessão deliberativa (a rigor, nunca está), a direção-geral do Senado resolveu oficializar a malandragem ampla, geral e irrestrita e cancelou o expediente desta sexta-feira no Senado.

PV com Agnelo
O Partido Verde no DF lançou seu presidente regional, Eduardo Brandão, para deputado federal. O PV apoia a reeleição de Agnelo Queiroz (PT), mas não apoiará qualquer petista para o Senado.

Traição no PRB
Uma história de traição envergonha o PRB de Alagoas. O ex-deputado Eclydes Mello cedeu sua presidência a Galba Novais, que prometia candidatar-se a deputado federal. Mas, garantido no cargo, Novais deu uma banana para o compromisso e se bandeou para o lado inimigo.

Filme repetido
Aliados de Marcelo Crivella (PRB) defendem que ele costure o apoio do deputado Anthony Garotinho (PR) à sua candidatura ao governo do Rio. A união dos dois partidos resultou na eleição de Rosinha em 2002.

Casos de família
O ministro Garibaldi Alves (Previdência) arregaçou as mangas para costurar apoio à candidatura ao governo do primo Henrique Alves (PMDB-RN), que será lançado hoje. A coligação tem vinte partidos.

Pergunta no estádio
Você aceitaria pagamento em cheque do presidente de Gana?

PODER SEM PUDOR

Imagem ilustrativa da imagem CLÁUDIO HUMBERTO



Feio como o diabo
Empresário da Paraíba pediu audiência ao governador do Rio Grande do Norte, Lavoisier Maia, que não era exatamente conhecido pela formosura. Como não o conhecia ouviu de um funcionário do palácio a dica para reconhecer o governador:
- É o homem mais feio que o senhor vai ver naquela sala.
Entrou confiante e se dirigiu a um sujeito que achou muito feio:
- Governador, mas que prazer!... – exclamou, efusivo.
Não era Lavoisier, mas um assessor, que, aborrecido, esclareceu:
- Sei que sou feio, mas não sou o governador. Ele está ali adiante.
Reza a lenda que o visitante se benzeu, desistindo:
- O diabo é quem fala com esse homem!
E foi embora.