VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso gratuito ao
conteúdo Folha de Londrina
   ou   
para ter acesso ao melhor conteúdo do Estado.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Terça-feira, 30 de Agosto de 2016
Saúde
05/08/2013

Gordura nas artérias é sinal de alerta

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois

O colesterol é uma das gorduras que está presente no sangue e possui diversas funções no organismo, como a síntese da vitamina D, importante para a fixação do cálcio nos ossos; a produção de vários hormônios esteróides, o que inclui os hormônios sexuais; a produção de bile, que ajuda na digestão de gorduras, entre outras funções. O problema aparece quando o LDL, colesterol ruim, está acima do adequado. Ele favorece o acúmulo de placas de gordura nas artérias, que podem levar à arteriosclerose e resultar em infartos, anginas, insuficiência renal e cardíaca, e acidentes vasculares cerebrais.

O médico cardiologista Laércio Uemura explica que os sintomas referentes ao excesso de colesterol no organismo só aparecem nestas situações em que a vida é colocada em risco, e que por este motivo, é importante fazer exames de sangue periodicamente. "Naturalmente nós depositamos gordura no interior das artérias, mas a pressão arterial alta, a diabetes e o tabagismo aceleram o processo de arteriosclerose", salienta Uemura.

Se por um lado existem remédios que reduzem os índices do LDL, por outro não há nenhum medicamento que seja capaz de aumentar os níveis de HDL (colesterol bom). Os especialistas afirmam que quanto maiores foram os índices de HDL, melhor para o organismo.

Mudança de hábitos alimentares e atividade física. Para a nutricionista funcional, Kelly Franco de Lima, estes são os segredos para quem precisa regularizar os níveis de colesterol. Ela lembra que a grande oferta de alimentos processados que possuem custo reduzido, baixa qualidade nutricional e grande quantidade de gordura favorece a manutenção de hábitos alimentares inadequados pela maioria das pessoas. "A dificuldade do paciente está justamente em incluir na dieta alimentos mais saudáveis e reduzir o consumo de produtos de origem animal", salienta. (M.A.)
Continue lendo
5
Continue Lendo
Assine a Folha de Londrina
EDITORIAS
PolíticaGeralMundoCidadesEconomiaEsporteFolha 2OpiniãoÍndice de Notícias
SEÇÕES
ChargeColunistasIndicadoresTempoHoróscopoEdição DigitalGaleria de FotosClassificadosCadernos EspeciaisPromoçõesLoterias
SEMANAIS
ReportagemFolha GenteCarro & CiaImobiliária & CiaSaúdeEmpregos & ConcursosFolha CidadaniaNorte PioneiroCasa & ConfortoMercado DigitalFolha da SextaFolha Rural
CLASSIFICADOS
VrumLugar CertoFolha ClassificadosDiversos
SERVIÇOS
ComercialArquivoCapa do ImpressoExpedienteClube do AssinanteFale ConoscoAviso LegalPolítica de PrivacidadeTrabalhe ConoscoQuem SomosGuia GastronômicoAssine Já!
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados