VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Reportagem
04/03/2017

Indústria aposta em novos mercados

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois

Divulgação
Divulgação - Com sede em Arapongas, indústria de tintas ampliou atividades e projeta alta de 15% no faturamento este ano
Com sede em Arapongas, indústria de tintas ampliou atividades e projeta alta de 15% no faturamento este ano


Sediada em Arapongas, a Adex Tintas Industriais começou a perceber os sinais da crise em 2009 e apostou na abertura de novos mercados para se antecipar aos tempos difíceis. A indústria, que até então produzia tintas para o segmento de móveis, ampliou a atividade para os segmentos de tintas industriais, principalmente para implementos agrícolas.
PUBLICIDADE

A decisão garantiu que a Adex esteja passando pela crise sem tantas turbulências, sem ser tão impactada pela queda de 35,91% do setor de móveis em 2016. "Investimos em treinamento, inovação e abertura de novos mercados e estamos com planos de expansão de novos clientes", comenta Cindy Beraldo Reche, gerente administrativa.
Segundo ela, o setor de tintas tem um grande potencial de crescimento. "Apenas dez indústrias vendem 70% das tintas no Brasil. É um setor que tem potencial", afirma. Mas com a crise, a empresa precisou adequar o seu quadro de funcionários. Antes eram 72, e hoje são 66.
Para 2017, a gerente está otimista. "A indústria moveleira está falando em retomada das vendas no segundo semestre. E 2017 está começando melhor do que ano passado", avalia. A Adex projeta um crescimento de 15% no faturamento. "Temos que ser otimistas e realistas. Colocar em prática as boas ideias. A gente vê um mercado para crescer."(A.M.P)
Aline Machado Parodi
Reportagem Local
PUBLICIDADE
CONTINUE LENDO

Linha de produção em ritmo lento

Indústria acumula três anos de retração nas vendas, mas setor aposta em estabilidade em 2017

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Assine a Folha de Londrina
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados