VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Domingo, 25 de Junho de 2017
Política
19/05/2017
APURAÇÃO

Investigação da promotoria expôs relação de Aécio com Perrella

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois

Uma investigação do Ministério Público de Minas expôs a relação entre a gestão do senador Aécio Neves (PSDB-MG) no governo de Minas e a família do senador Zezé Perrella (PMDB-MG). Conforme apurações da Promotoria de Patrimônio Público, a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) teria fechado contratos, convênios e termos de cooperação sem licitação, com a empresa Limeira Agropecuária e Representações, que era administrada por Zezé Perrella.

Entre os acordos estava o fornecimento de sementes pela Epamig para fazenda da Limeira. Depois, a empresa pública comprava a produção da família Perrella para que os alimentos - feijão, milho, arroz e sorgo - fossem usados no programa "Minas Sem Fome".

As investigações desse caso eram conduzidas pelo promotor Eduardo Nepomuceno que, no final do ano passado, foi retirado da promotoria de Defesa do Patrimônio Público por determinação do Conselho Nacional do Ministério Público, a partir de reclamações sobre investigações do Ministério Público Estadual (MPE) feitas por Zezé Perrella.

As suspeitas de irregularidades na Epamig foram mostrados pelo jornal O Estado de S. Paulo em janeiro de 2014. Os contratos teriam começado a ser fechados em 2007, durante o governo de Aécio Neves. Por causa das investigações do MPE, foi determinado o bloqueio de bens e a quebra dos sigilos fiscal e bancário de Perrella, seu filho, Gustavo Perrella, que sucedeu o pai no comando da empresa, e de ex-integrantes da Epamig. O valor total a ser bloqueado era de R$ 14,5 milhões.

FAMÍLIA

A relação entre Aécio e os Perella voltou a ser exposta, agora na delação do empresário Joesley Batista, da empresa JBS. O dinheiro que Joesley diz ter passado a Aécio teria como destino a empresa Tapera Participações e Empreendimentos Agropecuários, que pertenceria ao filho de Zezé Perrella, Gustavo Perrella, que é Secretário Nacional de Futebol do Ministério dos Esportes. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Leonardo Augusto
Agência Estado
Continue lendo
21
Continue Lendo
2-1-37-1648-20170519
2-1-37-1619-20170519
2-1-37-1630-20170519
2-1-37-1627-20170519
2-1-37-1653-20170519
2-1-37-1660-20170519
2-1-37-1661-20170519
2-1-37-1689-20170519
2-1-37-1589-20170519
2-1-37-1625-20170519
2-1-37-1629-20170519
2-1-37-1633-20170519
2-1-37-1635-20170519
2-1-37-1686-20170519
2-1-37-1643-20170519
2-1-37-1646-20170519
2-1-37-1650-20170519
2-1-37-1655-20170519
2-1-37-1658-20170519
2-1-37-1683-20170519
2-1-37-1688-20170519
Assine a Folha de Londrina
EDITORIAS
PolíticaGeralMundoCidadesEconomiaEsporteFolha 2OpiniãoFolha MaisEleições 2016Índice de Notícias
SEÇÕES
ChargeColunistasIndicadoresTempoHoróscopoEdição DigitalGaleria de FotosClassificadosCadernos EspeciaisPromoçõesLoterias
SEMANAIS
Folha GenteCarro & CiaImobiliária & CiaSaúdeEmpregos & ConcursosFolha CidadaniaNorte PioneiroMercado DigitalFolha RuralReportagemCozinha & Sabor
CLASSIFICADOS
VrumLugar CertoFolha ClassificadosDiversos
SERVIÇOS
ComercialArquivoCapa do ImpressoExpedienteClube do AssinanteFale ConoscoAviso LegalPolítica de PrivacidadeTrabalhe ConoscoQuem SomosGuia GastronômicoAssine Já!
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados