VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Opinião
14/11/2017
CARTAS

OPINIÃO DO LEITOR

"Não, meus amigos, os autores dessas infames infrações não são rebeldes sem causa ... são marmanjos irresponsáveis e egoístas"

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois

Rebelde sem causa
PUBLICIDADE

Estou adentrando a terceira idade, mas já fui jovem e rebelde. Na verdura da nossa juventude, até que algumas traquinagens são toleradas. Mas o que me traz aqui, dessa vez, é a constatação de que nem sempre é o rebelde sem causa que atrapalha a vida dos outros. Sofro de insônia e o ruído não me perturba tanto, mas fico pensando nos outros, nos doentes, naqueles que precisam de um boa noite de sono, pois precisam acordar bem cedo para trabalhar e colocar comida na mesa de sua família; nas mães extenuadas, que além de terem o sono entrecortado com o aleitamento, ou com a preocupação com os filhos, ainda precisam embalá-los, quando estes são despertados por sons violentos ou perturbadores. Mas a que sons violentos ou perturbadores estou me referindo? Moro em uma das principais ruas do centro de Londrina. Existem pessoas que "esquecem", ou ainda não perceberam, que o som costuma subir à altura inimaginável! São aquelas que conversam despreocupadas, enquanto vagueiam pelas ruas e pela madrugada ou se despedem ao final de uma carona ou na despedida de uma visita. Também penso nos "contraventores" da lei do silêncio, que desfilam pelas ruas, exibindo a potência do som dos seus carros endiabrados, cujo intento é o de acionar os alarmes dos carros estacionados por onde passam. Penso na meia dúzia de gatos pingados que se embebeda nos barzinhos, gargalhando e gritando, ignorando que suas alegrias custam o sono e o sossego de dezenas de vizinhos (a proporção é justa?). Os donos dos estabelecimentos não estão nem aí, pensam apenas no lucro ganho, mesmo que pequeno! E os vizinhos pagam altos impostos, como em uma penitência! E a lei? E o respeito? E a esperada vigilância das autoridades públicas? Não, meus amigos, os autores dessas infames infrações não são rebeldes sem causa ... são marmanjos irresponsáveis e egoístas, caso contrário, estariam dormindo em seus lares, aguardando o raiar do dia para trabalhar e produzir! E isso de segunda a domingo! Sem trégua. Se o leitor acha que estou errado, mostre este texto aos amigos e perceberá em seus semblantes, de duas uma: ou a perplexidade ou a sombra da culpa! Sei que os insensatos vão dizer que não tenho o que fazer, que sou demagogo e enchedor de linguiça! Mas para quem é idoso e mora praticamente sozinho, garanto que é melhor expor minhas opiniões e tentar modificar o que julgo errado no mundo, em vez de ficar simplesmente conversando com as paredes que com nada iriam lucrar!
MARCOS DOMINGUES DA SILVA (aposentado) – Londrina

Congratulações à FOLHA
A imprensa, livre e responsável é a alma da democracia. Aprendi a prezá-la desde as lições caseiras e sempre a defendi como cidadão e em todas as funções públicas que exerci. A Folha de Londrina sempre foi, ao longo de seus 69 anos, além de um grande veículo de comunicação, alma e corpo democrático. E merece o respeito de todo o paranaense. Parabéns à Folha de Londrina, a seus diretores e funcionários!
BETO RICHA (governador do Paraná) – Londrina

FOLHA 69 anos
Parabéns ao Grupo Folha pelos 69 anos de ótimo jornalismo da Folha de Londrina! Consolida-se como mais importante veículo impresso do nosso Paraná. Sou leitor desde os anos 50 quando meu pai já lia a FOLHA. Sucesso sempre.
JOSÉ ORLANDO NONINO (médico pediatra) – Londrina

FOLHA: leitura obrigatória
Impossível sair de casa todos os dias de manhã, sem fazer a leitura diária da nossa querida Folha de Londrina! Parabéns Folha de Londrina pelos 69 anos de relevantes serviços prestados.
ANTÔNIO CARLOS PESCADOR (autônomo) - Londrina

Parabéns à FOLHA
Tenho "90 anos" de Folha de Londrina, sendo 54 como leitor e 36 como assinante. Sou bairrista sim. Valorizo tudo que é bom em nossa cidade e a Folha de Londrina que, para muitos londrinenses é um dos melhores jornais do país, para mim é o melhor. Ler a Folha de Londrina faz parte da minha rotina matinal diária: café da manhã, oração e leitura da FOLHA. Parabéns diretores, jornalistas, equipe de apoio, responsáveis pela entrega da FOLHA e demais funcionários.
ADONIRO PRIETO MATHIAS (contabilista) – Londrina

■ As car­tas de­vem ter no má­xi­mo 700 ca­rac­te­res e vir acom­pa­nha­das de no­me com­ple­to, RG, en­de­re­ço, ci­da­de, te­le­fo­ne e pro­fis­são ou ocu­pa­ção. As opi­niões po­de­rão ser re­su­mi­das pe­lo jornal. E-­mail: opi­niao @ fo­lha­de­lon­dri­na.com.br
PUBLICIDADE
CONTINUE LENDO
EDITORIAL

Homens e a prevenção à saúde

"Destinada à prevenção do câncer de próstata, a campanha Novembro Azul alerta sobre a doença que é considerada a causa de morte de 28,6% da população masculina"

ESPAÇO ABERTO

Agente penitenciário e o estigma da profissão

"Ser agente penitenciário não é fácil e, além disso, é uma profissão estigmatizada"

HÁ 40 ANOS

HÁ 40 ANOS

14 de novembro de 1977

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Assine a Folha de Londrina
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados
HOSPEDADO POR
Hospedado por Mandic