VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Geral
14/03/2017

Poluição ambiental mata 1,7 milhão de crianças no mundo

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois

Mais de uma em cada quatro mortes de crianças menores de 5 anos em todo o mundo são atribuídas a ambientes considerados insalubres. Todos os anos, riscos ambientais – como poluição do ar, água não tratada, falta de saneamento e higiene inadequada – tomam a vida de 1,7 milhão de crianças nessa faixa etária. O alerta é da Organização Mundial da Saúde (OMS).
PUBLICIDADE

O estudo Herdando um Mundo Sustentável: Atlas sobre a Saúde das Crianças e o Meio Ambiente (tradução livre) revela que grande parte das causas mais comuns de morte entre crianças com idade entre 1 mês e 5 anos – diarreia, malária e pneumonia – pode ser prevenida por meio de intervenções já conhecidas para reduzir riscos ambientais, como o acesso à água tratada.
"Um ambiente poluído é um ambiente mortal, particularmente para crianças pequenas", disse a diretora-geral da OMS, Margaret Chan. "Seus órgãos em desenvolvimento e sistemas imunológicos, além de seus pequenos corpos e vias aéreas, as tornam especialmente vulneráveis ao ar sujo e à água contaminada", afirmou.
As exposições prejudiciais, segundo a entidade, podem começar já no útero materno, o que aumenta o risco de parto prematuro. Além disso, quando bebês e crianças em idade pré-escolar são expostos à poluição do ar em ambientes internos e externos e à fumaça de cigarro, o risco de pneumonia na infância aumenta, assim como a chance de desenvolver doenças respiratórias crônicas, como asma.

É uma agência especializada em saúde subordinada à Organização das Nações Unidas

Conjunto de estruturas e processos biológicos que protege o organismo contra doenças

O Programa Folha Cidadania é o desafio social da Folha de Londrina no combate ao analfabetismo funcional
NOTÍCIAS RELACIONADAS
PUBLICIDADE
CONTINUE LENDO
LONDRINA

30 suspeitos de furtos e roubos de veículos são identificados

Delegado informou que apresentou ao governo do Estado um pedido para que novos delegados sejam nomeados para a região de Londrina

FEMINICÍDIO

TJ determina mudança de local e júri do caso Estela Pacheco é adiado

Vítima foi jogada do 12º andar de prédio no centro de Londrina em outubro de 2000

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Assine a Folha de Londrina
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados
HOSPEDADO POR
Hospedado por Mandic