VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Segunda-feira, 24 de Julho de 2017
Folha da Sexta
19/08/2016

TURISMO - O doce sabor de Ilhéus

No paraíso em que há verão o ano todo, conhecer a história e o manejo de produção do cacau torna a experiência pelo destino ainda mais gostosa

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois

Conhecida como "Princesinha do Sul", em referência à sua localização no litoral sul baiano, Ilhéus está localizada a pouco mais de 300 km da capital da Bahia, Salvador, e conta com maior extensão de praia do Estado: são 100 quilômetros de beleza exuberante que encanta os olhos.

Com milhares de coqueiros à beira-mar e a pluralidade das belas praias – algumas delas quase desertas, outras com bares e quiosques, outras recebendo a beleza do encontro com o rio –, Ilhéus é destino certo de quem aprecia o verão em qualquer época do ano, agradando desde quem busca paz e sossego, até quem busca o frevo das atrações turísticas.

E, ao lado deste cenário paradisíaco de natureza banhada de rio, mar e Mata Atlântica, Ilhéus é uma das cidades brasileiras mais ricas em história, com memórias e atrativos que pulsam no dia a dia da cidade.

É fato: passear pelo centro histórico de Ilhéus é retornar ao século passado. Não há como reviver a memória e falar da cidade sem pensar em Jorge Amado. Nascido na vizinha Itabuna, o escritor adotou Ilhéus e sua casa – onde cresceu e escreveu algumas de suas obras mais consagradas, como Gabriela Cravo e Canela, Tieta do Agreste e Capitães da Areia – foi transformada na Casa de Cultura Jorge Amado, abrigando um museu que preserva pisos, tetos, portas e janelas originais em madeira de lei, além de móveis, documentos, roupas e fotos do autor. Um dos quartos foi transformado em um santuário dos orixás, uma homenagem e clara referência à religião praticada por Jorge Amado, o Candomblé.

Outro ponto imperdível na cidade é o famoso cabaré Bataclan, hoje um restaurante com culinária à base de peixes e frutos do mar. Complementarmente à gastronomia, o Bacaclan oferece uma exposição permanente que remonta o quarto da famosa cafetina Maria Machadão, retratada por Jorge Amado em Gabriela, com histórias representadas e contadas pelo simpático ator José Delmo.

Aberto há mais de 100 anos e reconhecido como reduto dos antigos coronéis, o Bar Vesúvio se firma como uma das paradas imperdíveis e consideradas obrigatórias para quem visita Ilhéus pela primeira ou pela centésima vez. No cardápio, o famoso Quibe do Nacib é uma homenagem ao libanês que se casou com uma baiana e adquiriu o bar na década de 40 – muitos dizem, inclusive, que o casal é a inspiração dos personagens Nacib e Gabriela, do romance Gabriela Cravo e Canela, de Jorge Amado.

Ao lado do bar está a Catedral de São Sebastião, com uma arquitetura impecável e uma paz inexplicável em seu interior. Com um altar dedicado a três santos (São Sebastião, São Jorge e Nossa Senhora da Vitória), reza a lenda que os grandes coronéis da cidade, no início do século passado, deixavam suas esposas na igreja para a missa e iam para o Vesúvio, que continha uma passagem secreta para o Bataclan. Lá, enquanto suas mulheres rezavam, se divertiam com as moças do local. Quando a missa acabava, o padre tocava o sino para que eles pudessem voltar a tempo.


Reportagem Local
NOTÍCIAS RELACIONADAS
CONTINUE LENDO

MODA - O jeans nosso de cada dia

De democrático a onipresente, o índigo segue dando o tom do guarda-roupa com opções para ir do básico ao festivo

SUA CASA - Brilho e sofisticação

Taças, copos, vasos, lustres e outros objetos de cristal trazem muito luxo na decoração e ainda fazem da degustação de bebidas uma experiência sensorial

VIVA BEM - Gorduras do bem

Manteigas especiais garantem bons nutrientes e muito sabor nas refeições

COMPORTAMENTO - Bate na madeira

Superstições que passam de geração para geração criam um repertório todo próprio

À MESA - Almoço especial

Confira três opções de pratos deliciosos e de fácil preparo

Assine a Folha de Londrina
EDITORIAS
PolíticaGeralMundoCidadesEconomiaEsporteFolha 2OpiniãoFolha MaisEleições 2016Índice de Notícias
SEÇÕES
ChargeColunistasIndicadoresTempoHoróscopoEdição DigitalGaleria de FotosClassificadosCadernos EspeciaisPromoçõesLoteriasVídeos
SEMANAIS
Folha GenteCarro & CiaImobiliária & CiaSaúdeEmpregos & ConcursosFolha CidadaniaNorte PioneiroMercado DigitalFolha RuralEspecialCozinha & Sabor
CLASSIFICADOS
VrumLugar CertoFolha ClassificadosDiversos
SERVIÇOS
ComercialArquivoCapa do ImpressoExpedienteFale ConoscoClube do AssinanteAviso LegalPolítica de PrivacidadeTrabalhe ConoscoQuem SomosGuia GastronômicoAssine Já!
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados