VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Folha da Sexta
19/08/2016

SUA CASA - Brilho e sofisticação

Taças, copos, vasos, lustres e outros objetos de cristal trazem muito luxo na decoração e ainda fazem da degustação de bebidas uma experiência sensorial

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois

Delicado, elegante, sofisticado. O cristal torna taças e copos muito mais bonitos, além de contribuir para liberação de sabores e aromas das bebidas, segundo os especialistas.
PUBLICIDADE

Claudinéia Basilio, coordenadora de Marketing e Comunicação da Oxford Porcelanas, explica que o que diferencia o vidro do cristal é o teor de chumbo, metal utilizado na sua produção. "Podemos dizer que existem três tipos de materiais: cristal, cristalina e vidro. O cristal puro leva 24% de chumbo, a cristalina 10% e o vidro 0%. O óxido de chumbo é responsável pela transparência, brilho e sonoridade do verdadeiro e puro cristal. Os processos de produção garantem que este óxido se apresente no produto de forma absolutamente estável e atóxica", explica.
É o chumbo também que permite que o cristal seja mais fino do que o vidro, além de mais poroso, o que torna as paredes de copos e taças mais ásperos. "Esse fator também é positivo, pois, ao girarmos um vinho enquanto o degustamos, forçamos as moléculas contra a parede áspera, quebrando-as e, desse modo, obtendo grande concentração de aromas. É muito perceptível a diferença na degustação de um vinho em uma taça de vidro ou cristal. O vinho em uma taça de vidro chega a perder 40% de seu aroma e sabor. Por isso, investimos em um produto que torne toda a experiência sensorial da degustação única", diz Claudinéia.
Produzido por máquinas ou de forma artesanal pelos mestres-vidreiros, as peças de cristal são verdadeiras obras de arte. "Mais do que técnica, é preciso talento, paciência e inspiração. O artesão manuseia o material incandescente e, através do sopro, modela o bojo de uma taça. A lapidação é também um espetáculo à parte, feita peça a peça - a arte é extrair o brilho do puro cristal. Um mestre-vidreiro leva longos oito anos para estar pronto, para aprender todas as fases de produção. Já o lapidador precisa de três anos para chegar à fase final. O foco atual da Oxford Crystal é treinar jovens, com o objetivo de estimular a continuidade desse belo ofício da fabricação do cristal puro feito à mão."
Decoração
Não são só nas mesas de jantar que o cristal é desejado. Vasos, cinzeiros, lustres e demais peças de decoração também ficam muito mais elegantes quando feitas em cristal. Segundo a arquiteta Viviane Loyola, por ser um material refinado, o cristal se encaixa melhor em ambientes sofisticados. Porém, ambientes contemporâneos também ficam bem com peças desse material.
"A mistura é interessante, mas equilíbrio também é fundamental. Não é indicado usar cristal em várias peças no mesmo ambiente", ensina.
De tão belos, taças e copos de cristal também podem ser objetos decorativos. A arquiteta cita casos em que peças de família são dispostas em bandejas e ficam em locais especiais.
"As cristaleiras também estão voltando à moda. Muitos clientes me pedem esse móvel, mas aqui cabe novamente uma ressalva. Quando expomos as peças é preciso tomar cuidado para que sejam uniformes, tanto em cores quanto em lapidação das peças", recomenda.



Fotos: Marcelo Stammer/Divulgação, Gerson Lima/Divulgação
Érika Gonçalves
Reportagem Local
PUBLICIDADE
CONTINUE LENDO

TURISMO - O doce sabor de Ilhéus

No paraíso em que há verão o ano todo, conhecer a história e o manejo de produção do cacau torna a experiência pelo destino ainda mais gostosa

MODA - O jeans nosso de cada dia

De democrático a onipresente, o índigo segue dando o tom do guarda-roupa com opções para ir do básico ao festivo

VIVA BEM - Gorduras do bem

Manteigas especiais garantem bons nutrientes e muito sabor nas refeições

COMPORTAMENTO - Bate na madeira

Superstições que passam de geração para geração criam um repertório todo próprio

À MESA - Almoço especial

Confira três opções de pratos deliciosos e de fácil preparo

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Assine a Folha de Londrina
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados