VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Segunda-feira, 24 de Julho de 2017
Folha da Sexta
19/08/2016

COMPORTAMENTO - Bate na madeira

Superstições que passam de geração para geração criam um repertório todo próprio

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois

Fotos: Marcos Zanutto e Shutterstock
Fotos: Marcos Zanutto  e Shutterstock
Dona Antônia Maria e a neta Jordana: entrar e sair pela mesma porta para ter a proteção dos anjos


Aos 17 anos, Jordana Nogueira é enfática quando diz que sua casa vai ter uma só porta. "Para todo mundo entrar e sair pela mesma porta", avisa. Isso porque ela cresceu ouvindo a avó Antônia Maria falar sobre isso e seguir à risca. "O povo antigo falava que a gente tem dois anjos que nos acompanham. Um entra na casa, o outro fica esperando na porta. Então se a gente sai por outra porta, deixa o outro anjo para trás", explica.

Filha de um alemão e uma mineira e nascida no interior de São Paulo, Antônia ainda mantém muitas das crenças que aprendeu quando pequena com os familiares. "Mas tem tanta coisa que a Jordana está aqui para me lembrar de algumas", aponta. Só que ao contrário da porta, quase todas as crenças não têm uma justificativa.

"É coisa do povo antigo", diz Antonia, que não corta o cabelo nem as unhas às sextas, sem saber bem o motivo, ao mesmo tempo que lembra do respeito pelo que lhe ensinaram. "E a gente acostumou assim, não consigo largar esse costume", diz. "Na Sexta-Feira Santa, não coloco nem um pente no cabelo, só passo os dedos assim."

"Conheci muita gente que olhou no espelho depois de comer e a boca entortou", conta dona Antonia. De todas as histórias que ouviu da avó, essa é uma das precauções que Jordana segue. "Eu faço porque minha mãe também sempre acreditou", explica. "Se eu quero que meu cabelo fique mais baixinho, corto na lua minguante, se quero que ele cresça, corto na lua nova", diz. "Eu só corto na lua nova", avisa dona Antonia. "Como fui criada na roça, entendo tudo de plantação. Se plantar na lua nova, as coisas que dão embaixo da terra como mandioca, só dá folha, não dá rama. Já se e a gente plantar na minguante, dá bastante rama."

No quesito metereológico, Jordana lembra a avó dos avisos da telha. "Ah, é, quando a telha estrala é que vai chover", conta. Mas nada de abrir sombrinha ou guarda-chuva dentro de casa. Se a água vier acompanhada de raios, dona Antônia corre cobrir os espelhos para não atraí-los para dentro de casa.
Karla Matida
Reportagem Local
NOTÍCIAS RELACIONADAS
CONTINUE LENDO

TURISMO - O doce sabor de Ilhéus

No paraíso em que há verão o ano todo, conhecer a história e o manejo de produção do cacau torna a experiência pelo destino ainda mais gostosa

MODA - O jeans nosso de cada dia

De democrático a onipresente, o índigo segue dando o tom do guarda-roupa com opções para ir do básico ao festivo

SUA CASA - Brilho e sofisticação

Taças, copos, vasos, lustres e outros objetos de cristal trazem muito luxo na decoração e ainda fazem da degustação de bebidas uma experiência sensorial

VIVA BEM - Gorduras do bem

Manteigas especiais garantem bons nutrientes e muito sabor nas refeições

À MESA - Almoço especial

Confira três opções de pratos deliciosos e de fácil preparo

Assine a Folha de Londrina
EDITORIAS
PolíticaGeralMundoCidadesEconomiaEsporteFolha 2OpiniãoFolha MaisEleições 2016Índice de Notícias
SEÇÕES
ChargeColunistasIndicadoresTempoHoróscopoEdição DigitalGaleria de FotosClassificadosCadernos EspeciaisPromoçõesLoteriasVídeos
SEMANAIS
Folha GenteCarro & CiaImobiliária & CiaSaúdeEmpregos & ConcursosFolha CidadaniaNorte PioneiroMercado DigitalFolha RuralEspecialCozinha & Sabor
CLASSIFICADOS
VrumLugar CertoFolha ClassificadosDiversos
SERVIÇOS
ComercialArquivoCapa do ImpressoExpedienteFale ConoscoClube do AssinanteAviso LegalPolítica de PrivacidadeTrabalhe ConoscoQuem SomosGuia GastronômicoAssine Já!
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados