VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Folha 2
SUCESSO

A música é um trem que não para

Cantora e compositora Ana Vilela comemora sucesso de 'Trem Bala' e lança novo single que fará parte de seu primeiro álbum produzido pela gravadora Som Livre

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois

Marcos Zanutto
Marcos Zanutto - Ana Vilela: autora de ‘Trem Bala’, que teve sua música gravada por Gisele Bundchen, Luan Santana e Padre Fábio de Melo, acaba de gravar um álbum que deve chegar às lojas em outubro
Ana Vilela: autora de ‘Trem Bala’, que teve sua música gravada por Gisele Bundchen, Luan Santana e Padre Fábio de Melo, acaba de gravar um álbum que deve chegar às lojas em outubro


O último dia dos Jogos Olímpicos que aconteceram no Brasil em 2016 ficará marcado para sempre na memória de Ana Vilela. O final do evento coincidiu com o fechamento de uma fase complicada na vida pessoal da londrinense, que resolveu compor uma canção que marcasse o encerramento de um ciclo não muito feliz e abrisse as portas para novos horizontes. Em apenas 40 minutos, nascia "Trem Bala", música com letra existencialista que fala de coisas singelas e essenciais. A composição criou vida própria e mudou completamente a trajetória da cantora e compositora. Em pouco tempo a canção se tornou um fenômeno, contabilizando mais de 50 milhões de visualizações no Youtube em versões cantadas pela top internacional Gisele Bundchen, Luan Santana e Padre Fábio de Melo, além da própria autora.
PUBLICIDADE



Leia Mais:
Pai dá força à carreira de Ana Vilela

Após alcançar o topo das paradas nacionais e atingir repercussão internacional, a letra de "Trem Bala" acaba de ser eternizada em formato de um livro homônimo, que conta com ilustrações da artista mineira Anna Cunha e foi lançada em Londrina na última quarta-feira. Nesta semana, a cantora também apresentou aos fãs seu mais novo single, intitulado "Promete". "É uma música composta para meu primo Pedro, que tem dois anos de idade. A canção é leve e doce, seguindo a trilha de 'Trem Bala", destaca. A música integrará o primeiro álbum de Ana, que acaba de ser gravado no Rio de Janeiro. "Assinei contrato com a gravadora Som Livre para a gravação deste disco que está em fase de masterização e contará com 11 faixas, sendo dez músicas autorais e uma regravação", detalha ao revelar que o álbum deve chegar às lojas no mês de outubro.

Enquanto o disco não sai, Ana segue uma extensa agenda de shows. "Tenho rodado todo o Brasil. Estamos fazendo um trabalho exaustivo de base para que eu tenha uma carreira bem sustentada. Isso exige alguns sacrifícios como ficar semanas longe de casa. Mas sempre que posso volto correndo pra Londrina, que é onde tenho meus amigos e minha família e pretendo continuar morando. Sou a pessoa mais Netflix e brigadeiro do mundo e troco qualquer balada para ficar em casa vendo séries ou jogando videogame com os amigos. Procuro seguir a vida com a simplicidade a que me refiro na letra de 'Trem Bala", conclui a cantora.

POPULARIDADE
Apesar do estrondoso sucesso da música que a projetou nacionalmente, Ana diz que procura manter o pé no chão. "As pessoas chegam até mim dando depoimentos incríveis, como gente que diz ter se curado da depressão, abandonado hábitos fúteis e valorizado mais a família. Procuro não me deslumbrar e encarar tudo como um trabalho. Não diferencio 'Trem Bala' de outras composições minhas, é uma grande surpresa pra mim a força que essa música tomou", afirma ao lembrar como a canção nasceu.

"O ano de 2015 foi muito difícil pra mim. Foi um período de grandes perdas, incluindo o fim de um relacionamento amoroso. Senti que este ciclo estava se fechando e achei que compor uma música seria a melhor forma de exorcizar tudo o que havia passado. Lembro que foi no último dia das Olímpiadas. Estava em casa, desliguei o celular, peguei o violão e compus 'Trem Bala' em apenas 40 minutos. Gravei um áudio cantando a música e mandei para alguns amigos pelo WhatsApp. Esse áudio acabou viralizando e só tive a noção de que a música já era sucesso quando dois dias depois a cantora Thaeme, que eu não conhecia, me ligou para dizer que adorou a letra de 'Trem Bala' e que havia recebido a música por uma mensagem encaminhada pela irmã dela que mora na Alemanha", relata.

Ao constatar a popularidade da canção, Ana Vilela resolveu mostrar que era ela a autora da música. "A letra de 'Trem Bala' já estava bombando no Google. Então resolvi postar um vídeo no Youtube para as pessoas saberem que a música tinha uma dona. Fiquei surpresa pois em apenas um dia o vídeo caseiro gravado por uma amiga e no qual eu cantava a música alcançou 80 mil visualizações. Comecei a receber telefonemas de vários artistas famosos me parabenizando. Entre eles, uma ligação da assessora da Gisele Bundchen pedindo autorização para a própria Gisele gravar um vídeo cantando a música. A gravação dela deu uma impulsionada muito grande ao meu trabalho e a partir daí comecei a ser chamada para gravar programas de TV, o que fez com que 'Trem Bala' se tornasse ainda mais conhecida e ganhasse inúmeras versões em todos os ritmos, axé, pagode, sertanejo, eletrônico, samba e até funk. A música acabou sendo incluída na trilha sonora da novela 'Malhação", ressalta.
Marcos Roman
Reportagem Local
NOTÍCIAS RELACIONADAS
PUBLICIDADE
CONTINUE LENDO

Lembranças do pai

O encantamento pela corrida espacial e o amor pelas plantas estão entre as memórias que guardo dele

FILO

A poética anárquica de Artaud

Espetáculo da Taanteatro, que estreia no FILO neste domingo, mostra vida e obra do dramaturgo e poeta francês Antonin Artaud

PARA TODAS AS IDADES

Apresentações do FILO tomam às ruas

Nesta 49ª edição, são três espetáculos gratuitos; festival segue até 27 de agosto

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Assine a Folha de Londrina
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados
HOSPEDADO POR
Hospedado por Mandic