VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Esporte
SUL-AMERICANA

Rueda lamenta desgaste e diz que faltou eficiência ao Flamengo

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois

O técnico Reinaldo Rueda avaliou que o desgaste físico pela maratona de jogos decisivos na reta final da temporada foi fator determinante para a derrota do Flamengo por 2 a 1 para o Independiente, fora de casa, na noite de quarta-feira, na Argentina. Na sua opinião, o time carioca teve dificuldades para suportar a intensidade do adversário no jogo de ida da final da Copa Sul-Americana.
PUBLICIDADE

"Todos sabem que o Independiente não jogou no fim de semana anterior, e nós fizemos um esforço dobrado quando fomos até a Bahia. Sem dúvidas, a equipe está muito bem fisicamente, mas a intensidade e o ritmo que tem o Independiente exige que estejamos a 500%", analisou.

Gilvan de Souza / Flamengo
Gilvan de Souza / Flamengo


Após se classificar à final da Sul-Americana, o Independiente não teve compromissos no último fim de semana, ao contrário do Flamengo, que atuou no domingo pela rodada final do Campeonato Brasileiro e conseguiu uma virada nos minutos finais diante do Vitória para obter a sua classificação à Copa Libertadores.

"Foram 84 jogos no ano. O plantel suportou bem, sem grandes lesões. Com a distância, as viagens e os torneios que o Flamengo disputou, creio que o elenco esteja em uma boa condição física. Foi muito intenso, exigiu uma grande dinâmica. O único que vinha de lesão era o Éverton, e por isso não começou a partida. É um jogador que precisa melhorar progressivamente para que não haja nenhuma reincidência. Obviamente que os que jogaram na Bahia têm um desgaste maior", disse Rueda.

O treinador garantiu ter aprovado a atuação do Flamengo, que abriu vantagem nos minutos iniciais com um gol do zagueiro Réver, mas acabou levando a virada. Mas, para Rueda, o time poderia ter sido mais eficiente nas oportunidades de gol que criou.

"Temos alguns dias para nos recuperarmos. O time fez uma grande partida, mas não conseguimos o resultado que queremos. Nos faltou uma melhor eficácia para concluirmos as duas ou três situações que tivemos. Foi um jogo muito intenso. Uma partida que nos exigiu muito. Eles foram mais precisos do que nós, como mostra o segundo gol deles", comentou.

Derrotado, o Flamengo precisa de uma vitória por dois gols de diferença na próxima quarta-feira, no Maracanã, para faturar o título da Sul-Americana. Triunfo pela vantagem mínima levará o duelo para a prorrogação. O Independiente será campeão com qualquer outro resultado.
Agência Estado
PUBLICIDADE
CONTINUE LENDO

Londrina conhece rivais da Superliga

Time londrinense estreia no dia 27 de janeiro e tem como meta garantir uma vaga na Superliga Nacional de Vôlei Feminino

TORCIDA

LEC tem apenas a 48ª média de público do Campeonato Brasileiro

Presença da torcida nos jogos do estádio do Café caiu 40% em relação a Série B do ano passado

Copa da Rússia já 'bomba' na arquibancada

Após sorteio dos grupos, Mundial tem 1,3 milhão de pedidos de ingressos em 24 horas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Assine a Folha de Londrina
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados
HOSPEDADO POR
Hospedado por Mandic