VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Esporte
Brasileirão

Palmeiras faz 4, derrota Bahia e soma primeiros pontos fora de casa no Brasileiro

Roger Guedes, Keno, Mina e Willian marcaram os gols do Verdão na Fonte Nova

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois

O Palmeiras, finalmente, somou pontos como visitante neste Campeonato Brasileiro. E foi em grande estilo. Com gols de Róger Guedes, Keno, Mina e Willian, o atual campeão brasileiro derrotou o Bahia por 4 a 2, neste domingo, em Salvador, impôs ao adversário a sua primeira derrota na Fonte Nova e se afastou das últimas colocações.
PUBLICIDADE

A vitória leva o Palmeiras aos dez pontos e distancia o time da zona de rebaixamento. O Bahia tem o mesmo número de pontos, mas está logo à frente pelos números de gols marcados (13 a 11). Na próxima rodada, o Palmeiras recebe o Atlético-GO, quarta-feira, às 21 horas, no Allianz Parque. Na quinta, a equipe baiana encara o líder Corinthians, às 19h30, na capital paulista.

O JOGO - A depender do retrospecto até o início do confronto, o cenário estava desenhado para outro tropeço do Palmeiras. O time de Cuca carregava no histórico quatro derrotas em quatro jogos realizados como visitante. Pior ainda, sequer havia marcado gols. Do outro lado, o Bahia vinha de três vitórias em três jogos como mandante na Fonte Nova.

Desta vez o Palmeiras escreveu uma história bem diferente. Foi organizado taticamente e eficiente nas oportunidades que criou. O destaque do jogo foi Guerra. O venezuelano participou diretamente de dois gols (com duas assistências), foi voluntarioso na marcação e, com o time bem distribuído no gramado, participou ativamente das principais jogadas ofensivas.

No início do primeiro tempo o Palmeiras tentou surpreender o Bahia. Escalado com três atacantes (Willian, Róger Guedes e Keno), Cuca instruiu a equipe a avançar a marcação no campo de ataque e não dar espaços ao adversário na saída de bola.

Até os 10 minutos a estratégia não funcionou como o planejado e o Bahia chegou duas vezes com perigo ao gol de Fernando Prass. Com o desenrolar do jogo, a marcação encaixou, e o Palmeiras não deu espaços para o adversário criar.

Equilibrado e bem organizado em campo, o Palmeiras abriu o placar aos 17 minutos. Guerra lançou Keno, que entrou livre dentro da área e acabou derrubado por Rodrigo Becão. Na cobrança, Roger Guedes marcou o primeiro gol.

O Bahia não se intimidou e chegou a empatar o confronto quatro minutos depois, mas o assistente Bruno Boschilia acertou ao anotar impedimento de Tiago.

A marcação palmeirense continuou eficiente, até que uma bela jogada individual de Zé Rafael nos minutos finais do primeiro tempo desmoronou a defesa do clube paulista. O meia do Bahia recebeu na entrada da área, colocou a bola entre as pernas de Mina e chutou. Prass deu rebote e Edigar Junio cabeceou. Prass fez outra bela defesa, até que Vinícius empatou o jogo.

No início do segundo tempo, logo aos três minutos, o Palmeiras marcou o segundo gol com Keno, que acertou um belo chute de fora da área. O gol sofrido logo no início da etapa final abalou o Bahia. O time caiu de rendimento e poucas oportunidades conseguiu criar. Em vantagem no placar, o Palmeiras pouco se arriscou e o jogo, diferentemente do primeiro tempo, não teve a mesma emoção.

Emoção esta que só voltaria nos minutos finais. O Palmeiras ainda marcou o terceiro gol com Mina, de cabeça, após cobrança de falta de Jean. Nem deu tempo para comemorar e, dois minutos depois, João Paulo fez o segundo gol do Bahia. Nos acréscimos, Willian fechou o placar com um belo chute de fora da área para sacramentar a vitória por 4 a 2.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 2 x 4 PALMEIRAS

BAHIA - Jean; Eduardo, Tiago, Rodrigo Becão e Matheus Reis (Armero); Renê Júnior, Juninho (João Paulo), Vinícius (Gustavo Ferrareis), Zé Rafael e Mendoza; Edigar Junio. Técnico: Jorginho.

PALMEIRAS - Fernando Prass; Mayke (Tchê Tchê), Yerry Mina, Juninho e Egídio; Thiago Santos (Luan), Jean e Guerra; Willian, Róger Guedes e Keno (Erik). Técnico: Cuca.

GOLS - Róger Guedes, aos 17, e Vinícius, aos 44 minutos do primeiro tempo; Keno, aos 3, Mina, aos 37, João Paulo, aos 39, e Willian, aos 47 minutos do segundo.

ÁRBITRO - Rodolpho Toski Marques (PR).

CARTÕES AMARELOS - Keno, Willian, Juninho e Róger Guedes.

PÚBLICO - 33.166 pagantes.

RENDA - R$ 1.052.472,00.

LOCAL - Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).
Dani Arruda
AE
PUBLICIDADE
CONTINUE LENDO
Brasileirão

Lucão falha, defesa bobeia e Atlético-MG impõe 1ª derrota em casa ao São Paulo

Rafael Moura marcou no fim e garantiu a vitória do Galo por 2 a 1 no Morumbi

Brasileirão

Com gol no fim, Flamengo empata com o Fluminense no Maracanã

Lateral peruano Trauco garantiu a igualdade no placar aos 49 minutos do segundo tempo

Brasileirão

Botafogo bate Chapecoense, ganha a 1ª fora de casa e encerra jejum de vitórias

Cariocas voltaram a vencer após quatro partidas e fecham a rodada em sétimo lugar

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Assine a Folha de Londrina
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados
HOSPEDADO POR
Hospedado por Mandic