VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Esporte
15/09/2012

Lendas do automobilismo correm em São Paulo

Ex-pilotos da F-1 disputam ''Seis Horas de São Paulo'', hoje, em Interlagos; Audi e Toyota monopolizam disputa na pista

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois
Divulgação/Audi
Lucas di Grassi larga na segunda colocação com seu Audi R18 ultra

São Paulo - Algumas das grandes lendas do automobilismo internacional entram em cena hoje em Interlagos para brigar pelo lugar mais alto do pódio nas ''Seis Horas de São Paulo'', etapa brasileira do novo Mundial de Endurance, relançado neste ano pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA). Grande possibilidade para o público ver de perto os carros que disputam as clássicas 24 Horas de Le Mans. Quinta prova da temporada, a corrida no autódromo paulistano terá largada ao meio-dia.
PUBLICIDADE

Grande favorito a cruzar a linha de chegada em primeiro lugar, o time da Audi Sport dispensa apresentações. Juntos, o dinamarquês Tom Kristensen e o escocês Alan McNish somam juntos dez títulos da tradicional prova francesa. Não à toa, chega à capital paulista na vice-liderança do campeonato, atrás apenas do outro carro da equipe, o híbrido conduzido pelo trio Marcel Fassler, André Lotterer, Benoit Tréluyer. Com os dois trios à frente na classificação, a Audi até já garantiu o titulo de montadoras com quatro - contando Interlagos - etapas de antecedência.
Será a primeira vez que Kristensen pilotará no autódromo paulistano, mas isso em princípio não será problema, já que o time da montadora alemã ganhou um reforço que conhece bem o traçado de Interlagos: o brasileiro Lucas di Grassi. ''Lucas é um grande piloto e será uma peça muito importante para nós aqui no Brasil, para nos dar estabilidade'', aponta o dinamarquês.
Em troca, o brasileiro espera contar com o apoio de seus companheiros para tentar se adaptar o mais rápido possível e continuar na nova categoria. E para isso, nada melhor do que começar correndo ''em casa''. ''Será um prazer estrear onde cresci. A categoria é bem diferente do que estava acostumado, não só a técnica de pilotagem como o tráfego intenso, mas tenho duas lendas do meu lado e espero aprender muito com eles e dar o meu melhor amanhã (hoje)'', disse o piloto brasileiro, que estará a bordo de uma Audi R18 ultra.
Principal concorrente da Audi, a Toyota tem como grande aposta no Brasil outra ex-estrela do circo da Fórmula 1, o austríaco Alexander Wurz, que correu por Benetton, McLaren e Williams. Segundo lugar em Silverstone há três semanas, o time busca em Interlagos sua primeira vitória, para quebrar o domínio da rival. ''Silverstone foi um bom teste para nós, pois terminamos em segundo e chegamos a liderar. Temos um carro equilibrado, que pode ser ainda mais rápido, então acredito que temos chances de vencer em Interlagos'', disse o piloto, que tem como parceiro o francês Nicolas Lapierre e corre com um Toyota TS030 híbrido.
E o primeiro passo para se dar bem no Brasil já foi dado. No treino classificatório de ontem, a equipe da montadora japonesa surpreendeu e conseguiu a pole-position, com o tempo de 1m22s363, apenas cerca de dez segundos mais lenta que a pole de Sebastian Vettel no GP do Brasil de Fórmula 1 de 2011. Di Grassi e seus companheiros largam na segunda posição.
O grid de largada das Seis Horas de São Paulo ainda outros nomes que já passaram pela Fórmula 1, como os italianos Vitantonio Liuzzi e Giancarlo Fisichella, que corre pela Ferrari, o indiano Karun Chandhok e o paranaense Enrique Bernoldi.
* O jornalista viajou a convite da equipe Audi Sport.
Rafael Souza
Enviado a São Paulo
PUBLICIDADE
CONTINUE LENDO

São Paulo vai ao ataque contra Portuguesa

Com time precisando dos três pontos, Ney Franco escalou três atacantes ante rival paulistano

Palmeiras torce para Narciso dar certo

Diretoria encontra dificuldades para contratar um substituto para Luiz Felipe Scolari

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Assine a Folha de Londrina
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados