VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Segunda-feira, 24 de Julho de 2017
Esporte
14/10/2008

Equilíbrio na reta final do Brasileirão

Segundo o matemático Tristão Garcia, sete times ainda estão na briga pelo troféu de campeão

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois
O clássico entre Palmeiras e São Paulo é a grande atração da próxima rodada

O Campeonato Brasileiro entra na reta final com a disputa pelo título totalmente aberta como pouco se viu desde 2003, quando foi implantado o sistema de pontos corridos. Segundo o site Infobola, do matemático Tristão Garcia, sete times ainda têm chances matemáticas de levantar o caneco e a rodada do próximo final de semana, a 30, promete pôr ainda mais fogo na quente disputa.

Na teoria, até mesmo o Coritiba, sétimo colocado com 45 pontos, 11 a menos do que o líder Grêmio, pode faturar o Brasileirão. Porém, na prática, quatro equipes estão com chances de reais de título: Grêmio, Palmeiras, Cruzeiro e São Paulo.
Com 56 pontos, o Tricolor gaúcho é quem está mais próximo de dar a volta a olímpica. A equipe do eterno pé-frio Celso Roth tem 40% de chances segundo Garcia.
O Palmeiras, vice-líder, tem 33% de chances. O time ainda tem a favor o fato de jogar cinco dos nove jogos restantes em casa, contra quatro dos rivais na luta pelo título.
O Cruzeiro aparece com 13% de chances, enquanto a possibilidade de o São Paulo conquistar o tricampeonato é de apenas 9%, de acordo com o matemático. No grupo dos que esperam por um milagre, o Flamengo soma 3% de chances, contra 1% de Botafogo e de Coritiba.
O Grêmio, além de não depender de outros resultados, pode tirar os rivais do caminho, já que tem confronto direto com Palmeiras e Cruzeiro. Já o São Paulo tem contra o Verdão, a última chance de tirar pontos de um adversário.
O time de Muricy Ramalho, entretanto, tem a vantagem de dois dos jogos longe do Morumbi serem disputados em São Paulo: contra o Palmeiras, domingo, no Palestra Itália, e contra a Portuguesa, no Canindé, no dia 9 de novembro.
O clássico contra o Palmeiras, aliás, será o divisor de águas do time nesta reta final. Se vencer, o São Paulo passa o rival e segue na briga pelo sexto título nacional. Porém, um revés praticamente sepulta as chances tricolores. A seu favor, o São Paulo tem a invencibilidade de nove partidas, a maior em vigor deste Brasileirão. O time não perde desde a abertura do returno, no dia 17 de agosto, quando caiu em Porto Alegre, justamente para o líder Grêmio.
Em Belo Horizonte, um outro clássico pode também mudar o rumo da briga pelo título. O Atlético-MG, que atrapalhou os planos do Flamengo na rodada passada, quer fazer o msmo com o arqui-rival Cruzeiro. Quem assistirá de camarote às brigas é o Grêmio, que vai ao Canindé enfrentar a ameaçadíssima Portuguesa
No grupo dos que ainda tentam enxergar uma luz do fim do túnel, o Flamengo mantém as esperanças de conquistar o Brasileirão, mesmo após a goleada sofrida em casa para o Galo Mineiro. O técnico Caio Júnior acredita que o time decidirá o seu futuro na competição contra Vasco e Coritiba, em 19 e 23 de outubro, respectivamente. ''Temos de ganhar os dois próximos jogos para pensarmos em título. Depois, na reta final, temos sete jogos e ver o que acontecerá'', disse ontem.
Há duas semanas, o comandante flamenguista projetou que o time precisaria ganhar 21 dos 30 pontos que teria em disputa. Mantendo estes cálculos, o Flamengo teria de vencer sete dos próximos nove jogos.
Thiago Mossini
Reportagem Local
CONTINUE LENDO

Mesmice marca 1º turno das eliminatórias sul-americanas

Fase inicial do classificatório para Mundial de 2010 acabou com cenário parecido com dos últimos dois torneios

Brasil faz 'treino de luxo' contra Ucrânia

Já classificada para semifinal do Mundial de Futsal, seleção apenas cumpre tabela diante de europeus

Paraná busca sexta vitória seguida na Vila

Tricolor conta com apoio da torcida para vencer o rival Brasiliense na luta contra o rebaixamento

Paraná busca sexta vitória seguida na Vila

Contra o Brasiliense, às 20h30, Tricolor quer se distanciar ainda mais da zona de rebaixamento

Sete times podem conquistar Brasileirão

Matemática dá esperanças até ao Coxa, mas na prática a briga deve ficar entre Grêmio, Palmeiras, Cruzeiro e São Paulo

Astros aprendem a decidir em chutes de longa distância

Kaká já havia mostrado contra o Equador, em 2007, que sabe arriscar de longe; domingo, foi a vez de Robinho

Classificado, Brasil enfrenta Ucrânia

Jogo vale apenas para confirmar a primeira colocação da equipe no Grupo E do Mundial de Futsal, além da definição do próximo adversário

ENQUETE

O que você acha da quantidade de brasileiros naturalizados nas seleções de outros países?

Assine a Folha de Londrina
EDITORIAS
PolíticaGeralMundoCidadesEconomiaEsporteFolha 2OpiniãoFolha MaisEleições 2016Índice de Notícias
SEÇÕES
ChargeColunistasIndicadoresTempoHoróscopoEdição DigitalGaleria de FotosClassificadosCadernos EspeciaisPromoçõesLoteriasVídeos
SEMANAIS
Folha GenteCarro & CiaImobiliária & CiaSaúdeEmpregos & ConcursosFolha CidadaniaNorte PioneiroMercado DigitalFolha RuralEspecialCozinha & Sabor
CLASSIFICADOS
VrumLugar CertoFolha ClassificadosDiversos
SERVIÇOS
ComercialArquivoCapa do ImpressoExpedienteFale ConoscoClube do AssinanteAviso LegalPolítica de PrivacidadeTrabalhe ConoscoQuem SomosGuia GastronômicoAssine Já!
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados