VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Esporte
04/05/2012

Atuação de colombiano revolta corintianos

Árbitro José Buitrago foi apontado como principal responsável pelo empate contra Emelec na Libertadores

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois
AFP Photo/Rodrigo Buendia
Jorge Henrique deixou o time na mão ao ser expulso no início da etapa final

São Paulo - Após empatarem por 0 a 0 com o Emelec na noite da última quarta-feira, em Guayaquil, no Equador, na partida de ida das oitavas de final da Copa Libertadores, os jogadores, comissão técnica e até o presidente do Corinthians voltaram ao Brasil revoltados com a arbitragem do colombiano José Buitrago.
PUBLICIDADE

O presidente corintiano Mário Gobbi Filho disparou contra o árbitro e também contra a Conmebol. ''A sensação foi que ele operou o Corinthians. É um incompetente. A Conmebol tem de afastar esse árbitro e puni-lo'', esbravejou o mandatário, que ainda completou:
''Isso é uma vergonha, varzeano. Só um incompetente para fazer isso que fez hoje (quarta-feira). O Corinthians tem um time que custa milhões para disputar um varzeano. O Brasileiro é muito maior que a Libertadores. O Paulistão é muito maior do que a Libertadores. O Corinthians não vai ser mais roubado como foi'', disse, descontrolado.
Assim como o presidente, o técnico Tite foi outro que ficou transtornado com a arbitragem de Buitrago. ''Eu me senti envergonhado! P.q.p. O descritério (sic) foi visível, qualquer pessoa pôde avaliar. Quando fomos campeões (do Brasileirão), falei: 'Chega desse papo de apito amigo'. Era toda hora, contra o Cruzeiro, o Coritiba... Chega! Para!'', ressaltou o comandante. ''Libertadores igual a essa daqui, com essa arbitragem, não vi nenhuma, nem como atleta! E tenho oito!''
O meia Danilo preferiu exaltar a importância de a equipe brasileira não ter sido derrotada, até pelo fato de que atuou com um homem a menos a partir dos 6 minutos do segundo tempo, quando o atacante Jorge Henrique foi expulso.
''O time está bem. O jogo foi difícil, a equipe deles forçou o jogo o tempo todo, e a arbitragem dificultou bastante a nossa equipe, dando falta que na nossa opinião não era e para nós ele não dava, mas acho que foi um jogo bom da equipe e foi um bom resultado'', afirmou o meia.
Perto do adeus
Liedson avalia propostas e deve deixar o Corinthians após a Copa Libertadores. O Corinthians não parece disposto a renovar seu contrato por no mínimo dois anos, como ele pede, com medo de suas limitações físicas - tem problema no joelho.
Dois times de Portugal fizeram sondagens sobre a possibilidade de levá-lo de volta ao país, mas Liedson gostaria de encerrar a carreira no Brasil e já teria sido oferecido para alguns clubes, como o Atlético-MG.
Das Agências
PUBLICIDADE
CONTINUE LENDO

Divergência marca liberação de bebida na Copa de 2014

Projetos opostos devem tramitar até junho na Assembleia Legislativa para decidir sobre questão no Paraná

Segundona 'começa' hoje para a Junior Team

Após ser goleado pelo Paraná Clube, time londrinense recebe o Nacional em jogo adiantado da 8 rodada

Diego, o homem-gol do Colégio Londrinense

Há quatro temporadas no time de futsal, pivô se mantém como artilheiro e principal jogador

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Assine a Folha de Londrina
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados