VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Economia
19/05/2017

Sindicatos defendem eleições diretas para rediscutir reformas e rumo da economia

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois

Anderson Coelho/28-04-2017
Anderson Coelho/28-04-2017 - Após apoiar a greve geral em Londrina no último dia 28, Coletivo dos Sindicatos de Londrina se mobiliza pela aprovação de eleições diretas à Presidência
Após apoiar a greve geral em Londrina no último dia 28, Coletivo dos Sindicatos de Londrina se mobiliza pela aprovação de eleições diretas à Presidência


O representante do Coletivo dos Sindicatos de Londrina e presidente da APP Sindicato de Londrina, Márcio Ribeiro, afirmou que a suspensão dos projetos de reforma da Previdência e Trabalhista vai permitir uma discussão mais ampliada com a população. "É o momento de suspender as discussões (pelos congressistas) e tratar a realização de eleições diretas como prioridade", defende.
PUBLICIDADE

Segundo o sindicalista, o Congresso Nacional não tem condições de eleger alguém indiretamente, pois, na opinião de Ribeiro, compactua com os atos de corrupção investigados pela Lava Jato. "Entendemos que essa situação vai gerar impactos na economia, por isso esperamos que seja resolvido (com eleições diretas) o mais cedo possível. Não adianta remediar a situação", comenta.
Na avaliação de Ribeiro, a sensação de retomada de crescimento dos empresários está ligada à confiança da aprovação das reformas, mas que para o real crescimento econômico é preciso ter emprego, acesso a salários dignos e taxas de juros acessíveis. "Só assim a economia real, e não a financeira, vai voltar a girar", afirma.
O Coletivo dos Sindicatos vai percorrer a feira popular na avenida Saul Elkind, na zona norte, neste domingo (21), distribuindo material sobre a necessidade de eleições diretas. No dia 24 de maio, os sindicalistas participam, em Brasília, de um ato contra as reformas e em prol das eleições diretas. (A.M.P.)
NOTÍCIAS RELACIONADAS
PUBLICIDADE
CONTINUE LENDO

Presidente do BC tenta acalmar mercado após dólar avançar 8%

Ilan Goldfajn afirma que em meio a crise política trabalho da autoridade monetária e do Tesouro deve ser sereno e firme

Mercado financeiro

Delação de Joesley leva ao 1º "circuit breaker" na Bolsa, desde 2008

CONSULTORIA EMPRESARIAL

Como liderar seus pares

Investidor deve manter cautela

Mercado sofre turbulência com nova crise política e Tesouro chega a suspender venda de títulos

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Assine a Folha de Londrina
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados
HOSPEDADO POR
Hospedado por Mandic