VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Economia
16/03/2017

EncontrosFolha debate transparência e ética nas empresas

Evento que será realizado na próxima quarta-feira, dia 22, terá palestra de abertura feita pelo professor Antônio Raimundo, do Isae FGV

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois

Gustavo Carneiro/29-07-2016
Gustavo Carneiro/29-07-2016 - Participantes do 7o EncontrosFolha, que discutiu o tema
Participantes do 7o EncontrosFolha, que discutiu o tema "Projetando Londrina e Região para o Desenvolvimento: Indústria, Comércio e Serviços", em julho de 2016


O Grupo Folha promove no dia 22 de março a 8ª edição do EncontrosFolha. O evento, que tem por objetivo discutir assuntos relevantes para o desenvolvimento do Estado, abordará a "Transparência e ética nas Empresas: Reflexos da Lava Jato".

O EncontrosFolha reunirá um time de peso para debater o assunto. A palestra principal será ministrada pelo professor doutor do Isae/FGV, Antônio Raimundo. E contará como painelistas o procurador regional da República e membro da força-tarefa da Lava Jato, Carlos Fernando dos Santos Lima; o advogado com atuação na Lava Jato, Marlus Arns; e o diretor da Construtora Plaenge, Alexandre Fabian.

O escândalo da Lava Jato fez muitas empresas brasileiras "importarem" o conceito de compliance, termo inglês que significa estar em conformidade com as leis. O compliance ganhou importância com a aprovação da chamada "lei anticorrupção", em 2014, que prevê a responsabilização das empresas em atos contra a administração pública e não apenas dos seus funcionários.

Um levantamento recente realizado pela consultoria de gestão de riscos ICTS aponta que 46,9% empresas brasileiras não estão preparadas para cumprir a Lei Anticorrupção, ou seja, agir em sintonia com as regras e arraigar esse conceito dentro da empresa ainda é um grande desafio.

Segundo o professor de ética empresarial da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Antônio Raimundo, exemplos negativos de empresas envolvidas em grandes escândalos, como a Operação Lava Jato, chamaram a atenção para a importância de se valorizar as iniciativas de controle interno. "As grandes empresas hoje têm mais cuidado com isso, porque elas sabem o potencial de risco em não ser conforme com a lei, não ser justa, transparente, digna", disse.

O superintendente do Grupo Folha, José Nicolás Mejía, ressaltou que a "ética e transparência será sempre um tema importante, seja no âmbito profissional ou pessoal, mas no momento atual que estamos passando no Brasil com a Lava Jato, consideramos que é imperativo debater profundamente o tema e incorporar isto no dia a dia das empresas para ajudar na sua sustentabilidade."

Apesar do termo ser novo no Brasil, o conceito é antigo e adotado pelo Grupo Folha que sempre se preocupou em seguir a lei, os regulamentos do setor e os valores internos da empresa. "A questão agora é implantar processos formais de controle que garantam o comportamento idôneo da empresa e de todos seus colaboradores", disse Mejía.

O EncontrosFolha é realizado três vezes ao ano. A primeira edição foi em junho de 2014 e debateu os desafios do Brasil para 2015. Nestes quase três anos, o evento procurou abordar temas que contribuam para o desenvolvimento do Paraná. "Temos conseguido não só discutir temas relevantes como obtido resultados específicos sobre estas discussões. É isso que faz o EncontrosFolha ser muito valorizado pela população em geral. Hoje, temos demandas especificas para ampliarmos para outras regiões no interior do Estado", afirmou o superintendente.

Ele enfatizou que as edições anteriores provocaram reflexões importantes. O EncontrosFolha não acaba junto com o evento, as propostas e discussões continuar sendo pautadas dentro dos distintos veículos do grupo, assim como muitas vezes essas discussões são incorporadas em diferentes entidades, conseguindo com isto um alcance muito significativo para o desenvolvimento da região. (Colaboraram Celso Felizardo e Vitor Lopes)
Aline Machado Parodi
Reportagem Local
CONTINUE LENDO

Mercado financeiro

Dólar cai e bolsa sobe com tom ameno do Fed

Supremo decide que ICMS não incide no cálculo do PIS/Cofins

Impacto da decisão na arrecadação federal será de pelo menos R$ 20 bilhões a menos ao ano

Assine a Folha de Londrina
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados