VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Economia
21/05/2012

Abertura de empresa é 11,5% maior este ano

Primeiro quadrimestre de 2012 registrou 3.531 empreendimentos a mais que o mesmo período do ano passado

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois

O Paraná apresentou crescimento de 11,5% na abertura de novas empresas no primeiro quadrimestre de 2012 em comparativo ao mesmo período do ano passado. O salto foi de 30.699 para 34.230 novos empreendimentos, segundo dados do primeiro levantamento do Empresômetro: Censo de Empresas e Entidades Públicas e Privadas Brasileiras, ferramenta criada esta semana pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), que tem sede em Curitiba. O número de ascenção do Estado é menor do que a média nacional, que apresentou evolução de 26,6% no período.
PUBLICIDADE

Em comparativo a outros estados da região Sul e Sudeste, os dados paranaenses são mais tímidos. Minas Gerais, por exemplo, apresentou elevação de 44,5% nos registros de novas empresas. Em segundo lugar ficou Santa Catarina (33%), seguido do Rio Grande do Sul (26,2%), Rio de Janeiro (20%) e São Paulo (19%).

Para o coordenador estadual de políticas públicas do Sebrae, César Rissete, o boom de alguns estados na criação de empresas, como aconteceu principalmente em Minas Gerais, ''não são sustentáveis por muito tempo''. No caso do Paraná, ele considera que o crescimento de 11,5% no período avaliado é bastante consistente ao longo dos últimos anos. Rissete explica que o sexto lugar na geração de empreendimentos é condizente com a situação econômica do Estado.

''Este crescimento esta diretamente relacionado à economia do Estado. Possuímos 6% do PIB nacional e 6% das empresas do País. Nosso crescimento neste quesito é sustentável e aconteceu de forma linear nos últimos anos'', avalia.

Leia a matéria completa de Victor Lopes, especial para assinantes FOLHA

Leia também:

Novos empresários apostam em Londrina

Maringá cria mais empreendimentos por habitante
Redação FolhaWeb
PUBLICIDADE
CONTINUE LENDO

Abertura de empresa é 11,5% maior este ano

Primeiro quadrimestre de 2012 registrou 3.531 empreendimentos a mais que o mesmo período do ano passado

Novos empresários apostam em Londrina

Maior parte dos empreendimentos abertos é de vestuário

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Assine a Folha de Londrina
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados