VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso gratuito ao
conteúdo Folha de Londrina
   ou   
para ter acesso ao melhor conteúdo do Estado.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Quinta-feira, 29 de Setembro de 2016
Cidades
21/09/2012

Tráfego já compromete rotatórias

Intervenções nas estruturas, como instalação de semáforos, são cada vez mais frequentes para atender a demanda crescente da frota

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois
Fotos: Olga Leiria
Para especialistas, necessidade de colocação de semáforo indica que tráfego excessivo por falta de outras intervenções
Ricardo Chicarelli
A psicóloga do trânsito Tania Belizário diz que a precipitação dos motoristas é a principal causa de acidentes
Movimento intenso, como no Parque Ouro Verde, coloca em risco quem tem dificuldade em atravessar a rua
No cruzamento da São João com Catarina de Bora, problema é a falta de atenção dos condutores

A controvertida remoção de uma rotatória na Avenida Tiradentes - no cruzamento com a Rua Deputado Nilson Ribas e a Avenida José de Alencar (Zona Oeste de Londrina) - abriu o debate na cidade sobre a eficiência das rotatórias nos cruzamentos mais movimentados.
De acordo com o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Londrina (Ippul), a rotatória da Tiradentes foi retirada para a instalação de uma faixa exclusiva de ônibus que vai ligar as avenidas Maringá e Arthur Thomas.
Mas o corpo técnico do Ippul também admite que a característica de redução de velocidade provocada pela rotatória resultou em retenções do tráfego nos horários de pico. Após fechar a transposição e receber críticas dos motoristas, a administração municipal decidiu reabrir o cruzamento com a instalação de semáforos.
Intervenções nas estruturas são cada vez mais frequentes para atender a demanda crescente da frota, que alcançou este ano 300 mil veículos.
A mais comum é a instalação dos semáforos no interior dos cruzamentos circulares, como as que existem nos cruzamentos das avenidas Higienópolis e Juscelino Kubitschek e na confluência da Leste-Oeste com a Rio Branco. Há projetos prontos para a instalação de semáforos nas rotatórias do Terminal Ouro Verde (Zona Norte) e do Moringão (Área Central).
Cristiane Biazzono Dutra, gerente de trânsito do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Londrina (Ippul), explica que a instalação dos semáforos é um recurso usado pela engenharia de tráfego quando a rotatória se torna um ''gargalo'' para o cruzamento.
Mas a combinação é vista com reservas por especialistas. ''A necessidade de se colocar um semáforo em uma rotatória é um mau sinal, o tráfego nas imediações daquele cruzamento está excessivo por falta de outras intervenções'', afirma Mário Stamm, doutor em transporte e professor do curso de Engenharia Civil da Universidade Estadual de Londrina (UEL).
Stamm lembra que as transposições de nível - a construção de trincheiras ou de viadutos - pode ser a única solução no caso de saturação das rotátórias. Mas Cristiane diz que do ponto de vista arquitetônico as transposições devem ser evitadas, se possível, porque há risco de degradação do entorno.
Na confluência da Leste-Oeste com a Avenida Rio Branco, uma das rotatórias com mais movimento e que já conta com semáforos na área circular, a transposição de nível parece inevitável. Até mesmo o Ippul já elaborou o projeto, que consiste na construção de uma trincheira na Leste-Oeste. A rotatória seria mantida para facilitar os acessos aos bairros vizinhos.
Uma outra transposição já projetada e que chegou a ser anunciada como futura obra na administração do prefeito Barbosa Neto foi a construção de um mergulhão na Avenida Juscelino Kubstchek, sob a Avenida Higienópolis.
Em outras rotatórias, como a da Avenida Maringá, na confluência com a Avenida Castelo Branco e com a Rua Goiás, a solução foi ampliar uma faixa de rolamento para suportar o volume de tráfego que deve crescer com a remodelação da via.
Para o urbanista Eduardo Suzuki, as rotatórias de Londrina apresentam falhas que antecipam a saturação. Para ele, muitas delas são pequenas, o que dificulta o escoamento do tráfego, tem formatos inadequados e estão instaladas em pontos não recomendados. Como exemplo de uma boa rotatória, Suzuki indica a que fica no cruzamento das avenidas Dez de Dezembro e Leste-Oeste. ''É grande, tem grande visibilidade e é absolutamente simétrica'', avalia.
Como contraponto, ele cita problemas na rotatória que fica na Leste-Oeste com a Rio Branco (''quem transita na Rio Branco, sentido centro, tem uma péssima visibilidade, com um dos acessos em declive, o cruzamento em rotatória não é recomendado'') e na rotatória da Avenida Maringá próxima ao Lago Igapó 2, que tem formato irregular (''com as faixas de rolamento ovaladas, a tendência de colisão é maior'').
Lúcio Flávio Moura
Reportagem Local
Continue lendo
27
Continue Lendo
2-1-30-2630-20120921
2-1-37-2631-20120921
2-1-30-2691-20120921
2-1-30-2632-20120921
2-1-37-2646-20120921
2-1-30-2633-20120921
2-1-30-2662-20120921
2-1-37-2663-20120921
2-1-30-2658-20120921
2-1-30-2634-20120921
2-1-30-2607-20120921
2-1-30-2652-20120921
2-1-30-2653-20120921
2-1-30-2762-20120921
2-1-30-2763-20120921
2-1-30-2765-20120921
2-1-30-2766-20120921
2-1-30-2768-20120921
2-1-30-2769-20120921
2-1-30-2770-20120921
2-1-30-2823-20120921
2-1-30-2829-20120921
2-1-30-2830-20120921
2-1-30-2831-20120921
2-1-30-2832-20120921
2-1-30-2839-20120921
2-1-30-2841-20120921
Assine a Folha de Londrina
EDITORIAS
PolíticaGeralMundoCidadesEconomiaEsporteFolha 2OpiniãoFolha MaisEleições 2016Índice de Notícias
SEÇÕES
ChargeColunistasIndicadoresTempoHoróscopoEdição DigitalGaleria de FotosClassificadosCadernos EspeciaisPromoçõesLoterias
SEMANAIS
ReportagemFolha GenteCarro & CiaImobiliária & CiaSaúdeEmpregos & ConcursosFolha CidadaniaNorte PioneiroCasa & ConfortoMercado DigitalFolha da SextaFolha Rural
CLASSIFICADOS
VrumLugar CertoFolha ClassificadosDiversos
SERVIÇOS
ComercialArquivoCapa do ImpressoExpedienteClube do AssinanteFale ConoscoAviso LegalPolítica de PrivacidadeTrabalhe ConoscoQuem SomosGuia GastronômicoAssine Já!
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados