VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Cidades
14/11/2015

DIABÉTICOS - Hábitos saudáveis são chave para qualidade de vida

Estudos já comprovaram que praticar exercícios e ter uma dieta balanceada ajuda pacientes a levar uma rotina próxima da normal

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois
Shutterstock
Ideal é que o cardápio diário seja rico em grãos integrais, verduras e legumes

Maus hábitos, como sedentarismo e alimentação desregrada, fazem o número de portadores de diabetes aumentarem a cada dia no mundo todo. Segundo a Federação Internacional de Diabetes (IDF), já são mais de 400 milhões de diabéticos no planeta. Neste Dia Mundial do Diabetes, comemorado em 14 de novembro, a IDF alerta que os problemas cardiovasculares, como infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral, são as maiores causas de mortalidade no diabético, o que pode ser evitado com a prevenção da doença. A campanha deste ano foca a adoção de hábitos que comprovadamente melhoram a qualidade de vida de quem tem a doença.
PUBLICIDADE

O diabetes é uma condição em que o organismo não produz insulina suficiente para regular a quantidade de glicose no corpo. Por isso os diabéticos sofrem de uma condição chamada hiperglicemia, ou alto nível de glicose no sangue. "Esta condição é grave e pode realmente ser fatal se você não gerenciá-la corretamente", alerta o cardiologista Ricardo Rodrigues, do Centro do Coração de Londrina.
Vários estudos pelo mundo já comprovaram que portadores da doença podem levar uma vida praticamente normal, desde que uma gama de hábitos saudáveis seja adotada. "Essa mudança está ligada diretamente a uma melhor alimentação, com o controle da ingestão de açúcar, e também à prática esportiva. O sedentarismo é um fator que potencializa o diabetes, já que uma dieta equilibrada e exercício físico regular podem prevenir de modo significativo o surgimento do diabetes tipo 2", cita o especialista.
Segundo o médico, uma carga de exercícios que atinja ao menos 30 minutos por dia é suficiente para que o paciente consiga melhorar o controle do nível de açúcar no sangue. "O paciente pode correr, caminhar, pedalar, jogar tênis ou basquete. Mas é importante que consulte seu médico antes de iniciar qualquer atividade física, já que cada organismo reage de uma maneira a determinada atividade física", ensina Rodrigues.
A dieta para diabéticos deve ser planejada para ter baixo teor de sal, açúcar, carboidratos e gordura. O ideal, segundo os especialistas, é que o cardápio diário seja rico em grãos integrais, verduras e legumes. "Para evitar episódios de hipoglicemia ou hiperglicemia, é importante fazer o fracionamento da dieta, com cinco a seis refeições ao dia, a cada três horas, com alimentos variados em pequena quantidade. Fique sempre atento ao rótulo dos alimentos que você compra no mercado", orienta o cardiologista. Outra dica é realizar as refeições sempre em local tranquilo e mastigar bem os alimentos, o que contribui para uma boa digestão e melhor saciedade.
Um dos principais problemas do diabetes é que ele aumenta o risco do paciente ser acometido por outras doenças. Ele eleva, por exemplo, o risco de doenças cardíacas e renais, e pode até mesmo causar cegueira. "Realizando o controle adequado do diabetes, todas estas complicações podem ser prevenidas", reforça o cardiologista.
Cento e sessenta países participam da Campanha do Dia Mundial do Diabetes, que foi idealizada em 1991, pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pela Federação Internacional de Diabetes (IDF), como resposta ao aumento dos casos da doença no mundo, que pode dobrar na próxima década se não forem tomadas medidas urgentes, segundo a OMS.
Reportagem Local
PUBLICIDADE
CONTINUE LENDO

Multa para pichadores

Nova lei, que deve entrar em vigor nas próximas semanas, endurece punição para quem for flagrado rabiscando muros e fachadas

Troca de livros entre alunos e comunidade

Projeto da Biblioteca Viva Itinerante na saída de escolas municipais já rendeu giro de mais de mil volumes

PUBLICIDADE
Assine a Folha de Londrina
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados