VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Cadernos Especiais
12/10/2008

Protetor solar retarda envelhecimento cutâneo

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois

  A pele é o órgão mais extenso do corpo humano. Ela ocupa 15% de sua superfície e a utilização do protetor solar desde a infância é um aliado eficaz no combate ao envelhecimento de suas células fundamentais. ‘‘A proteção solar é um avanço muito grande na dermatologia. O protetor realmente ajuda a prevenir o câncer de pele’’, considera a dermatologista Rosa Caland.
PUBLICIDADE

  ‘‘Se o protetor solar for aplicado desde criança, quando a pessoa estiver com 30 anos, ela dificilmente terá problemas com manchas na pele’’, explica Rosirene Vanuci. Mas também é importante ter uma orientação sobre quais marcas usar. ‘‘Nem todos os protetores solares são bons. Eles não têm a mesma fórmula, porque existem várias substâncias ‘protetoras solares’ e cada laboratório faz a sua. Algumas marcas até já foram retiradas do mercado por conta de efeitos colaterais ruins e com o dermatologista a chance de utilizar um protetor solar bom é bem maior’’, alerta a doutora Rosa Caland.
  ‘‘Também é importante lembrar que nenhum produto proporciona a proteção marcada no rótulo com uma camada fina. Tem que aplicar uma camada espessa. No dia-a-dia, se você usar um protetor de fator 15 ou 30 está ótimo. Mas para pegar um sol com maior intensidade, pode aumentar o FPS e exagerar na aplicação’’, recomenda a dermatologista. ‘‘E isso depende do tipo de pele também, porque uma pessoa morena não precisa de um protetor com a mesma potência que uma garota branquinha de olhos azuis’’, finaliza. (R.O.)
NOTÍCIAS RELACIONADAS
PUBLICIDADE
CONTINUE LENDO

NA BATALHA - Senhoras de programa

No Centro de Curitiba, não há limite de idade entre as profissionais do sexo

Limite para a vaidade faz bem à saúde

Especialistas dizem que transformar o corpo em um rascunho passível de ser corrigid aponta para a dismorfia corporal

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Assine a Folha de Londrina
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados