VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Quarta-feira, 28 de Junho de 2017
Cadernos Especiais
17/06/2008

Plano de Arborização Viária chega à Água Verde

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois
Maurilio Cheli/SMCS
Equipe da Prefeitura de Curitiba faz a poda das árvores na Rua Maranhão

As ações do Plano de Arborização Viária de Curitiba chegaram ao bairro Água Verde no início desta semana. Serão plantadas 2,5 mil novas árvores de espécies nativas mais adequadas para o ambiente urbano. Um diagnóstico realizado nas ruas de 23 bairros da cidade revelou a existência de muitas árvores doentes, mortas e outras cujo crescimento atrapalha a paisagem e a qualidade de vida da população. Segundo o secretário municipal do Meio Ambiente, José Antonio Andreguetto, essa é a maior intervenção na arborização pública dos últimos 15 anos.
No ano passado as ações do Plano contemplaram os bairros Sítio Cercado e Alto Boqueirão, onde foram plantadas 800 novas árvores. No Água Verde foram avaliadas 7.878 árvores das quais constatou-se que 49 estão mortas e outras 448 comprometidas. Elas serão retiradas e em seu lugar serão plantadas 2,5 mil novas mudas de espécies como dedaleiro, ipês, sibipiruna, pau-ferro, aroeira, jerivá e pitangueira, mais resistentes a pragas e doenças e cuja estrutura vegetal não compromete as calçadas, pois suas raízes crescem para baixo e não para as laterais.
Além da retirada dos vegetais e do plantio, equipes de educação ambiental da prefeitura estão percorrendo o bairro para orientar a população sobre o trabalho de arborização que vem sendo realizado. A revitalização das árvores começou pelas ruas Maranhão e São Paulo, conhecidas pela vegetação exuberante presente nas calçadas.
No Bacacheri, as ações do Plano de Arborização estão em fase final. Para este ano estão previstas ações semelhantes nos bairros Centro e Vila Isabel. Uma das preocupações da prefeitura nesse processo é o vandalismo. No Bacacheri, foi preciso repor 30% das mudas, que foram depredadas.
Equipe da Folha
Continue lendo
12
Continue Lendo
2-1-16-14993-20080617
2-1-16-14986-20080617
2-1-16-14987-20080617
2-1-16-14988-20080617
2-1-16-14989-20080617
2-1-16-14990-20080617
2-1-16-14991-20080617
2-1-16-14992-20080617
2-1-16-14994-20080617
2-1-16-14995-20080617
2-1-37-14996-20080617
2-1-16-14998-20080617
Assine a Folha de Londrina
EDITORIAS
PolíticaGeralMundoCidadesEconomiaEsporteFolha 2OpiniãoFolha MaisEleições 2016Índice de Notícias
SEÇÕES
ChargeColunistasIndicadoresTempoHoróscopoEdição DigitalGaleria de FotosClassificadosCadernos EspeciaisPromoçõesLoterias
SEMANAIS
Folha GenteCarro & CiaImobiliária & CiaSaúdeEmpregos & ConcursosFolha CidadaniaNorte PioneiroMercado DigitalFolha RuralReportagemCozinha & Sabor
CLASSIFICADOS
VrumLugar CertoFolha ClassificadosDiversos
SERVIÇOS
ComercialArquivoCapa do ImpressoExpedienteClube do AssinanteFale ConoscoAviso LegalPolítica de PrivacidadeTrabalhe ConoscoQuem SomosGuia GastronômicoAssine Já!
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados