VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Cadernos Especiais
24/06/2007

‘Mano, vem aqui que eu preciso falar com você’

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois
‘‘Macacos me mordam’’ se as lambretas, na década de 60, não eram a ‘‘coqueluche’’ da ‘‘patota’’!

No topo do ranking das preferências dos adolescentes hoje estão ‘‘mano’’ e ‘‘meu’’. Os dois jargões servem desde para denominar um amigo legal (‘‘Esse aí é um dos manos!’’), até para fazer a ligação entre as frases (‘‘Meu, o que é isso?’’).

  Pelo menos foi assim que Rebeca da Silva definiu a gíria preferida pela turma da 7ªsérie de um colégio paulistano. ‘‘Mano, você não sabe o que eu fiz ontem’’, disse a estudante para citar uma das funções do jargão. ‘‘Ou então: Mano, vem aqui que eu preciso falar com você’’, completou Rebeca.
  Os alunos concordaram que, enquanto os pais não gostam muito das gírias, eles adoram usá-las. ‘‘De repente, alguém aparece com alguma expressão nova, fica repetindo e, quando você percebe, já está falando também’’, disse Bruno Saura, 14 anos, para tentar explicar como ‘‘na fita’’, ‘‘truta’’ e ‘‘firmeza’’, apareceram em seu vocabulário. Desvende outros ‘‘signos’’ com a ajuda do pequeno dicionário ao lado.
CONTINUE LENDO

PODER DA MENTE - Livrando-se dos medos com a Hipnose Condicionativa

Apontada como o que há de mais moderno em forma de tratamento, técnica trabalha com o bloqueio de registros mentais negativos

ABC da técnica, de acordo com seu autor

O tratamento atua nos condicionamentos mentais que envolvem de fisiologia e metabolismo a comportamento e meio ambiente

SEU AMBIENTE, NOSSO AMBIENTE - Um futuro chamado Acquametropole

Projeto prevê valorizar ecossistemas urbanos, transformando microbacias regionais em unidades estratégicas de planejamento e fiscalização

IDIOMA PRÓPRIO - O código da gíria

Seria um mecanismo de criação de identidade? Uma forma de reforçar o vínculo a um grupo? Ou apenas, e de fato, a marca da comunicação entre os jovens?

Assine a Folha de Londrina
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados