VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Avenida Paraná
Escritor e jornalista. Mora desde 1989 em Londrina. Trabalhou em diversos jornais, revistas e assessorias. Assina a coluna diária Avenida Paraná, na Folha de Londrina. Autor dos livros de crônicas "Diário de Moby Dick" (em parceria com o pai, Paulo Lourenço), "Repórter das Coisas" e "Aos Meus Sete Leitores". Casado com a jornalista Rosângela Vale, pai do Pedro, paulistano de certidão, pé-vermelho de coração. Conservador em política, liberal em economia, católico em religião. Em suma, um cronista em busca dos seus sete leitores.
Fale com Paulo Briguet
29/06/2017

Três filhos de Londrina


Shutterstock
Shutterstock

Nos últimos dias Londrina perdeu três filhos queridos: o padre Írio Rissi, o arquiteto José Carlos Repette e o cabeleireiro Sandro Tagliari.

Conhecia os três.

Padre Írio, da Paróquia Coração de Maria, era um gaúcho de Gramado, conhecido por seus sermões enfáticos, suas tiradas espirituosas e sua fé inabalável. Todas as quintas-feiras, ele celebrava missa para os velhinhos do Asilo São Vicente de Paulo, instituição à qual se dedicou por muitos anos. Em 1990, criou o Centro Social Coração de Maria, que oferece atendimento médico, odontológico e espiritual à população carente da cidade. Milhares de pessoas encontraram saúde, acolhimento e evangelização por meio desse trabalho voluntário, arraigado nos mais sólidos princípios do cristianismo. Assisti a incontáveis missas celebradas por ele aqui no Santuário da Madre Leônia. Padre Írio faleceu aos 80 anos, em decorrência de complicações pulmonares.

Zeca Repette, arquiteto formado pela Universidade Estadual de Londrina, era conhecido pela beleza e arrojo de seus projetos, em parceria com a amiga e sócia Marilda Marchiori. Do talento dessa dupla nasceram obras admiráveis — casas, lojas e empresas em que a estética e a funcionalidade se complementam harmonicamente. Todos os dias eu passo pela frente de uma dessas obras — a doceria que tem o formato de uma colmeia, aqui na Bela Suíça — e não me canso de admirá-la. Esse tipo de realização não brota do acaso ou de uma inspiração ocasional, mas resulta do estudo e do trabalho persistente, cultivados ao longo de muitos anos. Zeca faleceu aos 51 anos, após uma longa e corajosa luta contra o câncer.

Sandro Tagliari era cabeleireiro em um conceituado ateliê da cidade. Era um jovem profissional muito querido por sua clientela e desenvolvia um trabalho extremamente competente. Com talento, ajudou inúmeras mulheres a celebrarem momentos felizes da vida — casamentos, aniversários, formaturas, batismos. Também era um apaixonado pela prática esportiva, especialmente o vôlei. Sandro teve a vida interrompida aos 39 anos, brutalmente assassinado. É preciso identificar e punir exemplarmente o responsável por essa barbaridade.

O nome Írio significa "o que trabalha na terra".

O nome José significa "aquele que acrescenta".

O nome Sandro significa "defensor da humanidade".

Londrina perdeu três filhos que trabalharam, acrescentaram e defenderam o que há de mais importante na vida: a própria vida. Se tiveram erros, não custa aqui repetir a súplica de todas as missas: "Não olheis os nossos pecados, mas a fé que anima a vossa Igreja". Deus, tenho fé, os receberá no infinito perdão que estrutura o universo.
por Paulo Briguet
30/06/2017

As batatinhas de minha mãe

29/06/2017
MINUTO DO CRONISTA

Complexo de Vossa Excelência

Uma doença que afeta políticos brasileiros

28/06/2017

Minuto do Cronista

Tem alguma coisa cheirando muito mal no Brasil

28/06/2017

Socialismo à brasileira

Professor José Monir Nasser explica como as políticas socializantes acabaram com o Brasil

PUBLICAÇÕES ANTERIORES
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados
HOSPEDADO POR
Hospedado por Mandic