VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Avenida Paraná
Escritor e jornalista. Mora desde 1989 em Londrina. Trabalhou em diversos jornais, revistas e assessorias. Assina a coluna diária Avenida Paraná, na Folha de Londrina. Autor dos livros de crônicas "Diário de Moby Dick" (em parceria com o pai, Paulo Lourenço), "Repórter das Coisas" e "Aos Meus Sete Leitores". Casado com a jornalista Rosângela Vale, pai do Pedro, paulistano de certidão, pé-vermelho de coração. Conservador em política, liberal em economia, católico em religião. Em suma, um cronista em busca dos seus sete leitores.
Fale com Paulo Briguet
11/11/2017
HOMENAGEM

O menino do piano

Aos 18 anos, o pianista Gonçalo Rebelato é talento abençoado de nossa terra


Gonçalo Rebelato é um milagre de Deus. Conheci-o há três anos, durante um concerto organizado pelo maestro Roney Marczak. Gonçalo, então um adolescente, tocou brilhantemente a "Sonata ao Luar", de Beethoven, obra desafiadora para qualquer pianista. Naquele mesmo concerto, Roney interpretou ao violino "Jesus Alegria dos Homens", de Bach, ao lado do querido Dom Albano Cavallin. Foi uma noite inesquecível.
Na quinta-feira, na igreja de Madre Leônia, foi a vez de Gonçalo interpretar "Jesus Alegria dos Homens ao piano". A música do jovem pianista abençoou a nossa bênção matrimonial de dez anos. A entrada foi ao som da "Partita nº 1", outra maravilha do meu querido João Sebastião Bach.
Depois da bênção, eu e Gonçalo conversamos sobre Bach e Beethoven. Em alemão, o nome Bach significa "riacho", mas Beethoven certa vez afirmou que deveria significar "oceano". Gonçalo considera-se um bachiano, e isso explica muita coisa. Um estudioso de Bach concluiu que as obras do compositor alemão, somadas, durariam seis dias. Seis dias de música ininterrupta. "Acho que Deus estava ouvindo Bach quando criou o mundo", disse Gonçalo. Deus ouviu Bach, criou o universo e ao sétimo dia descansou.
Gonçalo viu um piano pela primeira vez aos seis anos de idade, em uma sala do Educandário Allan Kardec, em São Paulo. Assim que pôs as suas pequenas mãos sobre o instrumento, o garoto sentiu que estava diante do próprio destino. Começou a estudar e nunca mais parou. Já adolescente, mudou-se com a família para Cambé, e foi descoberto por Roney Marczak durante uma edição do Festival de Música de Londrina, que acontecia no Colégio Mãe de Deus. Hoje Gonçalo é professor na Escola de Música Sol Maior, fundada por Roney.
Eu gostaria de destacar dois detalhes que me chamaram a atenção na noite da última quinta-feira. O primeiro é o pai de Gonçalo, o Sr. Marcos. Vi no sorriso daquele homem toda a alegria, todo o orgulho de mostrar ao mundo um verdadeiro artista e saber que ele é seu filho.
O segundo detalhe é o cenário em que Gonçalo mostrou sua arte: a colina onde estão situados a igreja de Madre Leônia, a casa de Madre Leônia, o memorial de Dom Geraldo Fernandes, o Santuário Eucarístico Mariano, o Asilo São Vicente de Paulo, o Centro de Educação Infantil Santo Antônio e a Escola de Música Sol Maior. Dom Albano dizia que esse lugar era "a terra santa de Londrina". Ali, todos os dias, realizam-se milagres de amor e fé.
Gonçalo é um desses milagres de nossa terra santa. Seu nome tem origem germânica (como seu amado Bach) e significa "salvo na guerra". Sempre acreditei que nomes não existem por acaso. Na guerra espiritual que caracteriza o nosso tempo, Deus salvou um menino pianista para nos mostrar que a beleza salvará o mundo.
Fale com o colunista: avenidaparana @ folhadelondrina.com.br
por Paulo Briguet
18/11/2017
AVENIDA PARANÁ

Memórias do Centro Comercial

Um lugar que está no coração de Londrina e de muitos londrinenses

17/11/2017
AVENIDA PARANÁ

A galinha empreendedora

15/11/2017
AVENIDA PARANÁ

Nossa Senhora da Família

A família é a nossa verdadeira república: a única forma de vencer os males ideológicos de nosso tempo

14/11/2017
BODE EXPIATÓRIO

Somos todos Morgenstern

Da disputa entre o ex-compositor e o jovem escritor, depende o futuro da liberdade de expressão no Brasil

13/11/2017
INTELECTUAL PARANAENSE

Pérolas de sabedoria

Reflexões do professor José Monir Nasser, um dos maiores gênios da nossa terra

PUBLICAÇÕES ANTERIORES
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados
HOSPEDADO POR
Hospedado por Mandic